Unifebe Brusque Vargas Têxtil

Primeira sessão na Câmara de Guabiruba foi bastante acalorada

Apesar do início dos trabalhos, embates já ocorreram na noite desta terça-feira (3);

IMG_7669

Foto: Hamilton Junior/Câmara de Guabiruba –

Guabiruba – Além de Brusque, ocorreu na noite desta terça-feira (3) a primeira sessão da Câmara de Vereadores da vizinha Guabiruba. Foi o primeiro encontro sob a direção do novo presidente legislativo, Felipe Eilert dos Santos (PT).

Na Ordem do Dia, três projetos que estavam em discussão e votação única foram aprovados. Também foi aprovado um decreto que estabelece tabela de preços para credenciamento e contratação de prestação de serviços de publicidade governamental. Foi baixado para as comissões o projeto de lei número 2/2015, de autoria dos vereadores Haliton Kormann, Jaime Luiz Nuss, Nilton Rogério Kohler e Osmar Vicentini, que institui o mês de junho verde no calendário oficial de eventos do município de Guabiruba.

Palavra Livre

Na inscrição da palavra os principais assuntos abordados foi a segurança pública, o papel do vereador e a repercussão do ex-prefeito denunciado pelo Ministério Público por possíveis irregularidades.

IMG_7623

Foto: Hamilton Junior/Câmara de Guabiruba

O primeiro a se manifestar foi o ex-presidente legislativo, Waldemiro Dalbosco (PP). O tema de seu discurso foi o que ele decidiu chamar de “verão de lama” na política nacional, se referindo aos escândalos que se multiplicam na esfera federal. Trazendo para a realidade guabirubense, o parlamentar manifestou a vontade de contribuir para um Poder Legislativo cada vez mais limpo, transparente e responsável.

O também pepista Luciano Schlindwein (PP) foi o segundo a se utilizar do plenário. Luciano desejou bom trabalho para a nova mesa diretora, ao qual ele faz parte como vice-presidente. O legislador achou importante pedir para a administração municipal uma solução para a alta velocidade no tráfego da Rua José Fischer, principalmente próximo das empresas Dianelli e CTG Malhas.

O oposicionista Haliton Kormann (PMDV) abriu o ano legislativo solicitando a instalação de uma travessia elevada na Rua Dos Imigrantes, próximo da Gráfica Arco-Íris, bem como na Rua Arthur Wandrey. Ele manifestou preocupação com a alta velocidade empregada no local. Kormann também se mostrou indignado com a ação da justiça que soltou os menores envolvidos num assalto contra um casal guabirubense. O assunto, inclusive, será tema de uma coletiva de imprensa na Vara da Família, em Brusque, nesta quarta (4).

Felipe Eilert dos Santos (PT), o novo presidente, prometeu manter harmonia durante sua gestão, tendo o mesmo respeito e a serenidade da época de Dalbosco. A repercussão das críticas feitas em um meio de comunicação por Orides Kormann (PMDB), ex-prefeito, gerou insatisfação em Eilert, que não concordou que as denúncias feitas por um vereador governista sejam atos de politicagem. “Se a justiça condenar o ex-prefeito quero saber onde este o dinheiro”, disse o chefe do legislativo, ao pronunciar que o vereador responsável pela denúncia fez o que dele se espera, ou seja, fiscalizar o executivo.

IMG_7613

Foto: Hamilton Junior/Câmara de Guabiruba

O democrata Nilton Rogério Kohler que quando o atual governo era oposição na Câmara, todos os pontos de vista eram respeitados pelos pares, situacionistas à época. “Quando foi tratado da situação da secretária de Saúde, fomos duramente interpelados pelos defensores do governo”, disse ainda. Sobre as denúncias, solicitou que o Ministério Público deve investigar com o mesmo ímpeto as denúncias feitas tendo como alvo a atual gestão.

Valdeci Gomes Ferreira (PDT) aproveitou para questionar o ex-prefeito Orides, acusando-o de ter rasgado todas as suas indicações, na legislatura passada. Disse ainda que por diversas vezes tentou ser manipulado pelo peemedebista, a fim de se aliar a ele, nunca cedendo.

Na vez de Osmar Vicentini (PMDB), as duras críticas a atual política nacional foi a tônica de seu discurso. Sobre a segurança pública o parlamentar mostrou indignação com a atual situação onde a comunidade é refém dos bandidos armados, pois, a população foi desarmada não tendo como defender suas famílias e patrimônios.

Jaime Luiz Nuss (PMDB) foi na mesma linha de Vicentini. Ainda sobre segurança, ressaltou que o Executivo deve agilizar o processo de instalação das câmeras de monitoramento na região de Guabiruba. “É necessário que o chefe do executivo resolva essa situação das câmeras com as autoridades de segurança, para que a população possa ter um pouquinho mais de segurança”.

Por fim, o pepista Cristiano Kormann se resumiu a parabenizar ações do Executivo e suas respectivas pastas no início de 2015. O parlamentar também apresentou defesa com relação acusações do ex-prefeito Orides, contra os vereadores que denunciaram ao Ministério Público uma possível prática de irregularidade administrativa em sua gestão.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.