Unifebe Vargas Neni TEVAH

Gilmar Mendes nega recursos de Eccel, mas Neves pede vistas ao processo

Definição deve ocorrer na próxima terça-feira (18);

Foto: divulgação -

Foto: divulgação –

Brasília – Apesar de o ministro Gilmar Mendes rejeitar os embargos impetrados pela defesa do ex-prefeito Paulo Roberto Eccel (PT), que pedia o efeito suspensivo da pena que o retirou da Prefeitura de Brusque, o julgamento de toda a ação cautelar deve ficar para a próxima terça-feira, 18. Na sessão plenária desta quinta-feira, 13, realizada a partir das 9h20min, o ministro Henrique Neves acabou pedindo vistas ao processo, já que não participou da primeira sessão sobre o caso de abuso de poder político e econômico ao qual a coligação A Força do Povo, de Eccel, é ré.

Neste momento, Mendes lembrou o presidente da sessão, ministro Dias Tófolli, que ainda existem um mandado de segurança e a questão da jurisprudência sobre as eleições para serem analisadas na próxima terça-feira. Mesmo assim, Neves garantiu que irá estudar todo o processo durante o final de semana para que os embargos e os demais trâmites possam ser julgados.

Com isso, a novela continua para a população brusquense e Roberto Pedro Prudêncio Neto (PSD) permanece no comando do Poder Executivo municipal.

por Wilson Schmidt Junior

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.