Unifebe Vargas PREFEITURA TEVAH

Contra Ciro Roza, MPSC formula pedido de reconsideração de decisão ao TJSC;

Assinado pelo promotor de Justiça Daniel Westphal Taylor, o pedido de reconsideração solicita que Ciro Marcial Roza permaneça fora dos quadros da Prefeitura de Brusque;

Foto: Alesc -

Foto: Alesc –

Brusque – O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) formulou, durante o último 27 de janeiro, um pedido de reconsideração contra a decisão do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), que anulou decisão que afastava liminarmente o Chefe de Gabinete da Prefeitura de Brusque, Ciro Marcial Roza (PSB). Ciro, também ex-prefeito da cidade, foi afastado pela juíza Andréia Regiz Vaz no último dia 23 de janeiro, atendendo parcialmente ação impetrada pelo advogado Éder Gonçalves, contra o político.

No dia 27 de janeiro, porém, o TJSC, através do desembargador Eduardo Mattos Gallos Júnior, reformou tal decisão, afirmando que a liminar da juíza foi concedida prematuramente, apesar de considerar louvável a intenção da magistrada em querer sustar a nomeação de Ciro, alvo de diversos processos de improbidade administrativa.

Assinado pelo promotor de Justiça Daniel Westphal Taylor, o pedido de reconsideração solicita que Ciro Marcial Roza permaneça fora dos quadros da Prefeitura de Brusque, embasando-se, entre outras coisas, no seu enquadramento na Lei Ficha Limpa e, também, “nas dezenas de ações de improbidade e criminais que Ciro responde”, consta no documento.

ad

Foto: divulgação

 

por redação

 

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.