Vacinação em SC: crianças de 5 a 11 anos começam a ser vacinadas contra Covid-19


O Governo do Estado de Santa Catarina recebeu nesta sexta, 14, a primeira remessa de doses pediátricas da Pfizer para dar início à vacinação de crianças de 5 a 11 anos de idade contra a Covid-19. O avião com as 39.800 doses infantis pousou no aeroporto de Florianópolis às 11h50. De lá, as doses seguiram para a Central Estadual de Rede de Frio, em São José, para organização da logística de distribuição para as 17 Unidades Descentralizadas de Vigilância Epidemiológica (UDVEs) das Regionais de Saúde de Santa Catarina. A distribuição será sábado, 15, a partir das 7h.

Segundo o Secretário André Motta, a vacinação das crianças de 5 a 11 anos é um direito de cada família e um passo importante no combate ao coronavírus: “Precisamos proteger as nossas crianças. Então, a chegada das vacinas para elas é um alento. Precisamos seguir com a vacinação no nosso estado”, ressalta.

O superintendente de Vigilância em Saúde, Eduardo Macário, assinala que iniciamos hoje mais uma etapa da Campanha de Vacinação contra a Covid-19: “Proteger esse público é tão importante quanto proteger idosos, adultos e adolescentes do coronavírus. Por isso, a distribuição dessas doses será realizada em até 24 horas para que os municípios deem início à aplicação das vacinas nas crianças o quanto antes”.

Publicidade

A vacinação de crianças de 5 a 11 anos ocorrerá simultaneamente em dois grupos. O primeiro será formado por aquelas com deficiência permanente (física, mental, intelectual ou sensorial); portadoras de comorbidades; indígenas; quilombolas; e que vivem em abrigos e em lares com pessoas com alto risco para evolução grave de COVID-19. O segundo será das demais crianças e deve ocorrer por faixa etária, da maior para a menor idade. Sendo assim, crianças com 11 anos serão as primeiras vacinadas.

As doses serão distribuídas aos municípios de forma proporcional, segundo estimativa populacional do IBGE 2020 que é de 642.800 crianças nesta faixa etária. Exceto para a população indígena que será contemplada, já nesta primeira remessa, com 100% das doses necessárias para a imunização de todas as crianças de 5 a 11 anos. Crianças indígenas serão vacinadas pelas áreas que atendem esse grupo. Para as demais crianças, os municípios devem organizar as estratégias de vacinação no seu território, de forma a atender simultaneamente o grupo prioritário e o grupo por faixa etária.

.: Veja Nota Técnica com quantitativo de doses para cada município e orientações para as secretarias municipais 

Recomendações para a vacinação de crianças

Por se tratar de crianças, a Secretaria de Saúde recomenda que a vacinação contra a Covid-19 ocorra em ambiente seguro e acolhedor, que sejam evitadas ações de vacinação em drive-thru, por exemplo, para que elas se sintam mais confortáveis. Antes da aplicação da dose, os profissionais devem apresentar aos pais e/ou responsáveis pela criança o frasco da vacina, com a tampa laranja, para que não haja dúvidas de que a vacina aplicada é a pediátrica.

Outra recomendação, adotada pelo estado por precaução, é que a vacina contra a Covid-19 não seja aplicada ao mesmo tempo que outras vacinas de rotina do calendário infantil, sendo necessário aguardar um intervalo de 15 dias entre a dose da vacina contra a Covid-19 e as demais vacinas.

Para que as crianças sejam vacinadas, elas devem ser acompanhadas dos pais e/ou responsáveis ou, em caso de ausência, a vacinação pode ser realizada mediante apresentação de um termo de consentimento por escrito.

“Pedimos que os pais e responsáveis fiquem atentos aos locais e datas de vacinação indicados pelos municípios e levem as crianças para vacinar. A vacina é a principal medida de prevenção contra a Covid-19 também para as crianças, sendo segura e eficaz”, ressalta o diretor da DIVE, João Augusto Brancher Fuck.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.

O Olhar do Vale é um jornal digital que traz notícias de Brusque, Guabiruba, Botuverá e  região do Vale do Itajaí.

Somos um portal de notícias dedicado aqueles que buscam informação de qualidade,  jornalismo com verdade.