Saúde de Indaial libera dose de reforço contra a Covid-19 para usuários com 60 anos ou mais

Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

A partir desta segunda, 18 de outubro, a Secretaria de Saúde de Indaial libera a 3ª dose (dose de reforço) para pessoas com 60 anos ou mais que receberam a 2ª dose há 6 meses. O atendimento é realizado na Central instalada no Parque Municipal Jorge Hardt, por ordem de chegada, através de senhas, de segunda a sexta, das 8h às 16h30.

Para os demais grupos permanece liberada a aplicação da: 1ª dose a adultos com 18 anos ou mais; 3ª dose também para trabalhadores de saúde que receberam a 2ª dose há 6 meses e para usuários imunossuprimidos que foram imunizados com a 2ª dose há pelo menos 28 dias, além da 2ª dose para quem cumpriu o intervalo mínimo de 28 dias (Coronavac), 10 semanas (AstraZeneca) e 8 semanas (Pfizer).

Para ser imunizado é necessário apresentar: Cartão do SUS, documento oficial com foto e carteirinha de vacinação.

Publicidadelm MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO BRUSQUE

Trabalhadores de saúde ainda devem levar: carteira de trabalho, holerite ou documento do Conselho de Classe (para quem atua na área atualmente); declaração médica autorizando a aplicação da dose de reforço (para trabalhador de saúde que está gestante); declaração atualizada do campo de estágio (para estudantes) e autodeclaração (familiar diretamente responsável pelo cuidado).

Já usuários imunossuprimidos precisam apresentar também um documento que comprove essa condição: cadastro já existente na Unidade de Saúde; atestado, relatório médico, prescrição médica, exames ou receitas com a indicação da condição da pessoa – prescrições de medicamentos de uso não controlados o prazo de validade é de 1 ano. Quem apresentou documentação anteriormente na Central de Vacinação por ser imunossuprimido não precisará levar novos documentos comprovatórios para a 3ª dose. Já os usuários vacinados por outros grupos (faixa etária ou indústria, por exemplo) para receberem a dose de reforço como imunossuprimidos precisarão levar toda a documentação solicitada.

Critérios Trabalhadores de Saúde

  • Indivíduos que trabalham em estabelecimentos de assistência, vigilância à saúde, regulação e gestão à saúde; ou seja, que atuam em estabelecimentos de serviços de saúde, a exemplo de hospitais, clínicas, ambulatórios, unidades básicas de saúde, laboratórios, farmácias, drogarias e outros locais. Dentre eles, estão os profissionais de saúde, agentes comunitários de saúde, agentes de combate às endemias, profissionais da vigilância em saúde e os trabalhadores de apoio como, por exemplo, recepcionistas, seguranças, trabalhadores da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias, gestores e outros, além de trabalhadores de serviços de interesse à saúde;
  • Trabalhadores que atuam em cuidados domiciliares, programas ou serviços de atendimento domiciliar como, por exemplo, cuidadores de idosos, doulas e parteiras. Também podem receber os familiares diretamente responsáveis pelo cuidado de indivíduos gravemente enfermos ou com deficiência permanente que impossibilite o autocuidado, de forma que não estão incluídos todos os contatos domiciliares destes indivíduos, apenas o familiar diretamente responsável pelo cuidado;
  • Estudantes de graduação e pós-graduação das profissões de saúde, no que couber, desde que estejam em atividade de exposição ao coronavírus em razão de estágios curriculares e outras modalidades de prática acadêmica.

Critérios Imunossuprimidos

São considerados os usuários com:
a) Imunodeficiência primária grave;
b) Quimioterapia para câncer;
c) Transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras;
d) Pessoas vivendo com HIV/Aids com CD4 <200 céls/mm3;
e) Uso de corticoides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias;
f) Uso de drogas modificadoras da resposta imune (Anexo 2);
g) Pacientes em hemodiálise;
h) Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, autoinflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.

O Olhar do Vale é um jornal digital que traz notícias de Brusque, Guabiruba, Botuverá e  região do Vale do Itajaí.

Somos um portal de notícias dedicado aqueles que buscam informação de qualidade,  jornalismo com verdade.