MPSC apura redução de bolsas-estudante para alunos do ensino médio catarinense

volta as aulas sc
Foto: Ricardop Wolffenbuttel / Arquivo / Secom

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), por meio da 25ª Promotoria de Justiça da Comarca da Capital – com atribuição na área da educação em esfera estadual – instaurou procedimento para apurar a redução pelo Governo do Estado na oferta de bolsa-estudante para alunos do ensino médio catarinense.

O procedimento – uma Notícia de Fato – foi instaurado de ofício pelo Promotor de Justiça Marcelo Brito de Araújo, a partir de matérias jornalísticas divulgadas por veículos de comunicação catarinenses com a informação de que a Secretaria de Estado da Educação lançou edital para concessão do benefício do bolsa-estudante com redução drástica no número de bolsas ofertadas.

Como primeira medida de apuração, o Promotor de Justiça enviou, nesta terça-feira (28/3), ofício à Secretaria de Estado da Educação questionando os critérios para a concessão da bolsa-estudante; o motivo da redução do número de bolsas; onde será investido o recurso economizado com a redução; quem será atingido pela redução; e número de bolsas-estudante ofertadas em 2022 e o valor total investido aplicado na concessão do benefício.

Publicidade

O prazo para a resposta aos questionamentos, que orientarão os próximos passos do procedimento da 25ª Promotoria de Justiça, é de 10 dias úteis, a contar do recebimento.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.