Educação de Indaial realiza entrega de mais 5.104 kits de alimentação na rede municipal


A Secretaria de Educação vem realizando, em escolas e unidades da rede pública municipal de ensino, a segunda etapa da entrega de kits de alimentação, a fim de atender às diretrizes do Programa Nacional da Alimentação Escolar que visa fornecer aos alunos alimentação de qualidade, em benefício do estudante e da sociedade como um todo. Estão sendo distribuídos 5.104 kits correspondentes ao segundo trimestre (abril a junho) deste ano, período em que os alunos ainda frequentavam o ensino remoto ou híbrido.

Os kits contêm alimentos básicos e ricos nutricionalmente, como arroz, feijão, leite, macarrão, ovos, extrato de tomate, farinha de trigo, além de frutas e verduras da estação, e são organizados pelas nutricionistas responsáveis pela Alimentação Escolar do Município. Segundo a nutricionista da Secretaria de Educação, Jesley do Rocio Lechinhoski, a alimentação saudável e adequada favorece o crescimento e desenvolvimento físico, melhora o sistema imune, auxilia no ensino e aprendizagem e se torna uma ferramenta de transformação social.

“Estudos recentes apontam que as instabilidades socioeconômicas geradas pelas crises política e econômica vividas nos últimos anos no País agravaram-se com a pandemia da Covid-19, acentuando as desigualdades alimentares entre uma parcela da população brasileira, sobretudo, quanto ao acesso a alimentos saudáveis de forma regular e em quantidade e qualidade suficientes. Por isso, a distribuição de alimentos saudáveis através dos kits é extremamente importante, porque muitas famílias precisam e têm esse direito”, explica Jesley.

Publicidade

Na primeira remessa, relativa aos meses de janeiro, fevereiro e março de 2021, foram entregues 5.635 kits. Em 2020 a Secretaria de Educação também forneceu 29.165 kits de alimentação ao longo do ano anterior. Em novembro deste ano está prevista para acontecer a terceira e última entrega dos kits, referente aos meses de julho, agosto e setembro.

“Os kits foram montados para atender às necessidades nutricionais específicas dos alunos e também garantir variedade e consequentemente bom aproveitamento dos alimentos pelas famílias, incentivando a manutenção de hábitos alimentares saudáveis”, reforça o secretário de Educação, Márcio Moisés Selhorst.

A alimentação é um direito social estabelecido no artigo 6º da Constituição Federal Brasileira e cabe ao poder público adotar políticas e ações que se façam necessárias para promover e garantir a segurança alimentar e nutricional da população, conforme disposto na Lei nº 11.346/2006, que cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.

O Olhar do Vale é um jornal digital que traz notícias de Brusque, Guabiruba, Botuverá e  região do Vale do Itajaí.

Somos um portal de notícias dedicado aqueles que buscam informação de qualidade,  jornalismo com verdade.