Brusque registra mais de 150 ocorrências relacionadas à chuva e um óbito


O prefeito interino de Brusque, Alessandro Simas, assinou na manhã desta quinta-feira (1º de dezembro) o decreto de calamidade pública no município, devido às fortes chuvas que ocorrem na cidade desde sábado (26). Um comitê de crise com representantes de secretarias, autarquias e órgãos de segurança, foi instalado. Um abrigo foi aberto na Arena Brusque. Um óbito por soterramento foi registrado.

Nas últimas 24 horas o acumulado de chuva é de 166 milímetros e nas últimas 48 horas o volume registrado foi de 218 milímetros. Desde sábado (26), foram registradas 151 ocorrências, em diversos bairros da cidade, embora este número deva aumentar significativamente, uma vez que as equipes estão todas na rua. Às 11h30, o nível do rio Itajaí-Mirim era de 5,06 metros. As aulas da Rede Municipal de Ensino estão suspensas.

Simas reforçou que a equipe da Prefeitura está toda trabalhando para levantar os danos e acolher as pessoas atingidas. “Estamos com todas as equipes na rua. Onde é possível desobstruir as vias estamos trabalhando. Sabemos que não é possível mexer em alguns locais devido ao solo que está muito encharcado. Nossa prioridade é acolher as vítimas e mitigar os impactos”.

Publicidade

“O decreto de calamidade pública nos ajudará a dar um atendimento mais rápido as pessoas que estão em precisando. Após as chuvas vamos averiguar os prejuízos de família, e também para o poder público, pois entrou água em nossas escolas e unidades de saúde”, completa.

O chefe de Vistorias e Fiscalização da Defesa Civil, Edevilson Cugiki, destaca que os deslizamentos são a maior preocupação. “Com todo o volume de chuva, o deslizamento é sempre uma preocupação. Estamos priorizando estas ocorrências de acordo com o protocolo de gravidade. É importante que as pessoas tenham consciência que o bem mais precioso é a vida. Quem mora perto de encostas deve ficar atento, pois é algo que normalmente não avisa, em caso de risco, acione a Defesa Civil”.

O capitão Rodrigo Gonçalves Basílio, comandante do Corpo de Bombeiros Militar de Brusque, ressalta o trabalho das forças de segurança. “Nossas equipes de resgate estão trabalhando desde a madrugada, cobrindo prioridades, porém buscando atender a todos. Tivemos uma ocorrência mais grave, com uma vítima fatal, e pedimos especial atenção para o risco de deslizamento. Não quero parecer repetitivo, mas qualquer movimentação, ruido estranho, deixe sua residência, acione a Defesa Civil ou Bombeiros.

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, por meio do telefone de emergência 199.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.