Brusque e Botuverá voltam a discutir sobre repasse de recursos para o hospital Azambuja


Com a intenção de buscar a solução para um fato que se arrasta por anos, o secretário de Saúde de Brusque, Osvaldo Quirino de Souza, recebeu na tarde desta segunda-feira (13), a secretária de Saúde de Botuverá, Márcia Cansian. Na pauta, a busca da legalidade para que os municípios de Botuverá e Guabiruba possam repassar recursos ao hospital Azambuja, tendo em vista que os moradores dessas cidades recebem atendimento em Brusque. A secretária de Guabiruba, Amanda Kormann não conseguiu estar presente, mas também está engajada no assunto.

Conforme o secretário, o encontro foi de grande valia e a novidade é a tentativa da criação de um consórcio para que os repasses possam acontecer dentro da legalidade. “Surgiu a possibilidade de criação de um consórcio, que será analisado pela procuradoria de todos os municípios, e com certeza, em breve, teremos uma solução legal e sobretudo, pacífica, para essa situação. Mas já adiantamos que há um entendimento de todas as partes de que isso precisa urgentemente ser resolvido”.

Por diversas vezes o tema foi debatido, e de acordo com Osvaldo Quirino, há o comum acordo entre as cidades para colocar um ponto final nessa questão. “É um assunto que vem passando de gestão para gestão, mas agora nós decidimos que iremos até o fim na busca de solução. Eu creio que até o final deste ano que está se aproximando teremos um entendimento disso e iniciaremos o próximo ano com esse assunto pacificado”.

Publicidadelm MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO BRUSQUE

Os valores de repasses ainda não foram definidos. O secretário de Saúde de Brusque, adianta, porém, que deve ocorrer de forma proporcional. “Vamos analisar os valores pelos números de atendimentos, pelo número de habitantes do município, então faremos isso de forma proporcional. O hospital Azambuja tem esses levantamentos, o quantitativo e os gastos. Então basta agora arrumarmos uma forma legal de fazermos as transferências dos recursos”, esclarece.

Osvaldo Quirino ressalta que mesmo não recebendo os recursos dos municípios vizinhos, o hospital Azambuja jamais negou atendimento aos cidadãos das cidades limítrofes. “Nós primamos por esse atendimento. Brusque se orgulha de poder ser referência. Felizmente esse impasse nunca atrapalhou o atendimento ao munícipe. Até que se resolva essa situação, nenhum paciente das cidades ficou sem atendimento, isso precisa ficar bem claro”, conclui.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.

O Olhar do Vale é um jornal digital que traz notícias de Brusque, Guabiruba, Botuverá e  região do Vale do Itajaí.

Somos um portal de notícias dedicado aqueles que buscam informação de qualidade,  jornalismo com verdade.