Unifebe Brusque Vargas Têxtil

Banhistas precisam ter cuidado com as diversões de verão

Com a chegada do calor muitas pessoas procuram rios, lagoas e cachoeiras, mas é preciso ter alguns cuidados para que incidentes não ocorram

Guabiruba – Lagoas, cachoeiras e os rios podem proporcionar agradáveis momentos de lazer e trazer alívio para quem quer se refrescar em meio à natureza. Porém, alguns cuidados são importantes para que incidentes não ocorram, principalmente em áreas que não tem salva-vidas.

Em Guabiruba, nove placas foram instaladas nos locais que recebem banhistas neste período do ano.  As placas contêm orientações importantes que alertam a população do risco que a água pode oferecer.

Foto: Elisandra Fischer/ Prefeitura Municipal de Guabiruba

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Guabiruba, Claudio Corrêa Júnior, a ação tem como objetivo a prevenção. “Não temos registro de afogamentos nos últimos onze anos, desde a instalação do Corpo de Bombeiros no município. No entanto, instalamos as placas para orientar a população e lembrar que cuidado com a água nunca é demais”, afirma.

A ação é uma parceria entre a Prefeitura, Defesa Civil, Secretária de Meio Ambiente e Corpo de Bombeiros. Outras informações podem ser obtidas na Defesa Civil através do telefone 3354-4511.

 

Confira as dicas para curtir o verão numa boa

1) Não entre na água após lanches e refeições;

2) Não nade sozinho;

3) Não se afaste da margem;

4) Não tome bebidas alcoólicas antes de entrar na água;

5) Não salte de locais elevados para dentro da água;

6) Não mergulhe de cabeça;

7) Prefira lançar objetos flutuantes (bolas, boias, isopores, madeiras, pranchas e outros) ou então corda para salvar pessoas, ao invés da ação corpo a corpo;

8) Não deixe crianças sozinhas sem a presença de um adulto responsável;

9) Olhe a sinalização do local, pois a mesma indicará se ele é próprio para banho ou não;

10) Evite brincadeiras de mau gosto, como os conhecidos “caldos”;

11)Tome cuidado ao caminhar sobre as superfícies rochosas, pois podem estar escorregadias, o que levaria a queda e cortes;

12) Instrua a criança quanto ao perigo existente ao entrar em águas mais profundas;

13) Em mares, rios, represas e lagos, preste muita atenção na criança. Fique alerta nas mudanças de ondas e correntes, por exemplo;

13) Em caso de problemas, ligue imediatamente para o Corpo de Bombeiros, pelo 193, para que o mesmo oriente e auxilie a vítima.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.