Unifebe Brusque Vargas Têxtil

Duplicação da Rodovia Antônio Heil deve ter processo acelerado, prevê secretário estadual de Infraestrutura

O prefeito de Brusque, Jonas Paegle, diz que os avanços nos trabalhos é primordial para as cidades de Brusque e Itajaí, que cada vez estão mais interligadas;

Foto: divulgação -

Foto: divulgação –

Brusque – O secretário de Estado de Infraestrutura, Luiz Fernando “Vampiro”, esteve em Brusque nesta terça-feira, 21 de março, para tratar sobre o andamento da obra de duplicação da Rodovia Antônio Heil (SC 486). Segundo ele, em conversa com o prefeito de Brusque, Jonas Paegle, e com o vice, Ari Vequi, houve a determinação do Governo do Estado para que essa obra seja elencada como prioridade no que tange a desburocratização e desapropriações. O intuito é elevar o ritmo dos trabalhos tendo em vista que o Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID), que financia o projeto, apontou que a obra precisava de um ritmo mais acelerado.

Durante a parte da manhã, o secretário percorreu toda a obra, desde o início da rodovia, na BR-101, até o Centro de Brusque. Segundo Vampiro, o pedido foi feito pelo Governador Raimundo Colombo, que determinou uma vistoria sobre o andamento da obra no local. O fato se deve em virtude de uma reunião com o BID na semana passada que apontou que era preciso uma atenção especial aos trabalhos, principalmente ao prazo de execução da obra. “Diante deste fato, o governador passou aqui na semana passada e determinou que eu, como secretário Estadual de Infraestrutura, viesse a Brusque e fizesse uma vistoria em toda obra”, explica. “E é o que fizemos hoje. Viemos aqui pela parte da manhã e ficamos o dia inteiro. Mesmo com a chuva percorremos em todos os locais, os elevados, viadutos, e identificamos pontos que nós temos tarefas para desburocratizar, principalmente no que se refere a desapropriação, o valor que precisaremos depositar”, completa.

Vampiro diz ainda que há outras situações que são questões burocráticas de outros órgãos, principalmente federais. A ideia é de que até julho a obra tenha uma dinâmica diferente. “A obra está sendo medida em R$ 2,5 milhões. Dos R$ 146 milhões, somente R$ 34 milhões foram pedido, ou seja, temos um grande campo para trabalho. Por isso que é muito importante essa obra, não só para o município de Brusque, mas principalmente para todo escoamento e produção dos portos. É uma zona muito forte do PIB catarinense, e é por isso que precisamos dar atenção”, diz ele.
Ainda segundo Vampiro, tanto o governador Raimundo Colombo quanto o vice Eduardo Pinho Moreira garantiram respaldo para que a obra avance o mais breve possível, inclusive no que se refere a disponibilização de mais recursos. “O governo está à disposição para dar um ritmo de obra que a comunidade de Brusque e Itajaí quer, assim como nós. Uma obra em evolução, que as pessoas passem e vejam várias máquinas trabalhando. Uma obra em andamento através de cronograma físico-financeiro sendo evoluído. Em julho estaremos aqui com o BID que vai fazer uma vistoria e vamos apresentar uma nova realidade dessa obra”.

O prefeito de Brusque, Jonas Paegle, diz que os avanços nos trabalhos é primordial para as duas cidades, que cada vez estão mais interligadas. “É importante essa atenção especial do Governo do Estado para que esses trabalhos de fato avancem, pois Brusque e Itajaí estão cada dias mais próximas. É uma obra que será importante também para outros municípios da região, como Guabiruba, Botuverá, Nova Trento e São João Batista”.

por Assessoria de Imprensa

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.