Unifebe Vargas Neni TEVAH

Projeto Papa Pilhas é lançado por núcleo empresarial

Ação teve início na última sexta-feira, 28 de outubro;

Foto: divulgação -

Foto: divulgação –

Brusque – Na última sexta-feira, 28 de outubro, o Núcleo de Gestão Ambiental da Associação Empresarial de Brusque (ACIBr) lançou oficialmente o projeto Papa Pilhas. O evento, ocorreu nas dependências do Sesc de Brusque e reuniu professores e coordenadores de ensino, além de integrantes do Núcleo e parceiros da iniciativa, que irá fortalecer ainda mais o EcoPonto, programa desenvolvido pelo Núcleo da entidade desde 2014, para o descarte correto dos materiais.

Além das escolas integrantes do Núcleo de Instituições Educacionais da ACIBr, o projeto também será realizado em centros de educação infantil e escolas da rede municipal de ensino. Durante o lançamento, as instituições participantes do projeto receberam os coletores de pilhas, feitos de embalagens reaproveitadas e adaptadas. O objetivo é que partir de agora os alunos possam desenvolver a educação ambiental, bem como a conscientização de descarte adequado dos materiais e resíduos.  “Sabemos que para mudarmos a consciência ambiental dos adultos é mais fácil mudarmos a das crianças primeiro. E através dos alunos e das escolas, esse trabalho será levado para as famílias e assim criamos uma conscientização maior na sociedade sobre a destinação correta”, explica o coordenador do Núcleo de Gestão Ambiental da ACIBr, Valter Floriani.

União de forças

O superintendente da Fundema, Cristiano Olinger também participou do evento e elogiou a iniciativa, que fortalece ainda mais a conscientização sobre o descarte adequado dos materiais. “A questão dos resíduos é um problema crônico da nossa sociedade e todas as ações que vêm para melhorar isso são válidas, já que muitos materiais são tóxicos ao meio ambiente, sendo necessário o descarte final correto. A Fundema parabeniza o Núcleo por mais essa iniciativa e sempre vai apoiar e incentivar ações como essas”, comentou. A Fundação também colocou à disposição um veículo para o recolhimento periódico do material dos Papa Pilhas.

Da mesma forma, a técnica de Educação Complementar do Sesc de Brusque, Grecie Rech Werner falou sobre a expectativa das entidades em relação a iniciativa, que tem tudo para contribuir para a melhoria nos cuidados com o meio ambiente da região. “Acredito que esse seja um momento primoroso, onde vamos atingir uma boa parte da população através das escolas e a educação ambiental para as famílias. Quando unirmos forças para trabalhar o assunto, ampliamos o número de pessoas engajadas e a consciência de que nós é quem dependemos do meio ambiente, e não ele que precisa da gente. Com certeza  esse será um trabalho que irá gerar bons resultados”, comentou. O Sesc é um dos parceiros do projeto, assim como outras 24 empresas que integram o Núcleo da ACIBr.

Saiba Mais

O EcoPonto foi inaugurado pelo Núcleo de Gestão Ambiental no segundo semestre de 2014, e funciona anexo à empresa Caçambas Cidade Limpa, no bairro Souza Cruz. O local recebe materiais como pilhas, baterias, lâmpadas, eletrônicos e pneus. Quando descartados na natureza ou misturados ao lixo comum, estes materiais liberam substâncias tóxicas que contaminam o solo e a água. O EcoPonto apenas recebe estes itens, porém não oferece serviços de coleta ou de tratamento destes materiais. Após acumular certa quantia, cada tipo de material é destinado a uma empresa parceria do projeto, responsável pelo beneficiamento e reciclagem. “Da mesma forma, as pilas recolhidas pelos Papa Pilhas serão enviadas para o EcoPonto, onde serão pesadas, catalogadas e encaminhadas para as empresas parceiras, que trabalham com o descarte correto. Todo o processo desse e dos outros materiais recolhidos está dentro das leis, possui as licenças ambientais corretas e todas as exigências necessárias, e só depende da consciência e colaboração da população para dar certo”, acrescenta Floriani.

por Assessoria de Imprensa

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.