Unifebe Vargas TEVAH

Noite adentro: novo reservatório do Samae recebe primeira concretagem

Trabalhos se estenderam até às 3h30min desta sexta-feira;

Foto: Luan Freisleben -

Foto: Luan Freisleben –

Brusque – Mais uma etapa da obra de construção do R5, novo reservatório do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Brusque, foi finalizada já na madrugada desta sexta-feira, 21 de outubro. Ininterruptamente, desde às 9h desta quinta, 20, os trabalhadores realizaram a primeira fase de concretagem da base, o que mobilizou vários profissionais, equipamentos e caminhões de cimento.

Luan Freisleben, engenheiro sanitarista da autarquia, ressalta que o serviço no campo de obras se estendeu até às 3h30min, reunindo os trabalhadores da concretagem, acabamento e, até mesmo, fiscalização. “A empresa que é especializada em acabamentos teve que esperar o tempo certo de cura do concreto, para que iniciasse o processo. Como os trabalhos decorreram durante todo o dia, tiveram que prosseguir noite adentro. Agora vamos partir para a segunda etapa da concretagem que vai ter início na próxima semana”, ressalta.

Daqui pra frente, a corrida é contra o tempo, já que a intenção da autarquia é inaugurar o aparato de reserva até o final de 2016, já disponibilizando-o para toda a comunidade brusquense durante a alta temporada de verão. “A gente espera até o final deste mês terminar a base, que seria a parte civil. Após esta etapa o Samae entra com a parte de interligações hidráulicas e a gente espera até o início de dezembro o término da montagem do reservatório, que deve estar por vir na primeira quinzena de novembro”, explica Freisleben.

A diretora-presidente do Samae Brusque, Fabiana Dalcastagné, se mostrou satisfeita com o ritmo do andamento das obras e o empenho dos profissionais envolvidos nesta fase da construção. Ela também está otimista quanto ao prazo de entrega. “Todos os profissionais estão se dedicando ao máximo para que a gente entregue esse reservatório o quanto antes para os brusquenses”, cita.

Sobre o R5

O reservatório terá capacidade de acondicionar 6,5 milhões de litros de água. Uma de suas principais funções é armazenar o recurso hídrico produzido durante as noites e madrugadas na Estação de Tratamento (ETA) Central. Prolongar o período de reservação também é um dos principais objetivos com o erguimento do R5.

por Wilson Schmidt Junior

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.