Unifebe Vargas Câmara

Brusque decreta situação de emergência por causa das chuvas e adota medias para a ponte Arthur Schlösser

Em uma reunião realizada na tarde desta quinta-feira (01), o prefeito de Brusque, Jonas Oscar Paegle, decretou situação de emergência para Brusque, em função das chuvas que assolam a cidade desde o começo da semana, culminando em um grande acumulo de água e trazendo diversos prejuízos para o município.
Na madruga desta quinta, por volta das 4h da manhã, o rio Itajaí Mirim atingiu a marca de 7,14m, que com o grande volume de águas acabou rompendo um dos pilares da ponte Arthur Schlösser, que está totalmente interditada. Além do problema com a ponte, vários casos de deslizamentos foram registrados.
A Defesa Civil de Brusque atuou a noite toda, Paegle que acompanhou todas as ações em conjunto com a equipe técnica avaliou a situação. “Realmente tivemos um momento crítico na noite de ontem para hoje, nós não esperávamos tamanho volume de água, que acabou com uma torção no pilar da ponte Arthur Schlösser, próxima ao terminal urbano. Nós já interditamos ela e vamos fazer o escoramento dessa ponte, depois vamos restaurar esse pilar. Estamos trabalhando para dar tranquilidade e segurança para nossa população” disse.
Ponte Arthur Schlösser
O grande volume de águas acabou por danificar a ponte Arthur Schlösser, que fica próximo ao terminal urbano, deslocando um dos pilares. O coordenador da execução de obras de infraestrutura do DGI, o engenheiro Renato de Borba, analisou a estrutura e apontou as medidas que vão ser tomadas. “Com a ocorrência dessas fortes chuvas, um conjunto de pilares da ponte Arthur Schlösser sofreu um deslocamento e um adensamento. A ponte teve que ser interditada e nós já estamos fazendo uma avaliação de qual a solução para resolver esse problema,” explicou.
Borba reiterou quais as ações vão ser adotadas. “Já estamos contatando com uma empresa especializada em pontes para realizar o escoramento dessa estrutura, para que não haja nenhum perigo para a ruína da mesma. O primeiro passo é o escoramento, logo após isso, vamos fazer o projeto de recuperação da ponte, para então, contratar os meios legais para a contratação da recuperação dessa estrutura,” destacou.
Em virtude do ocorrido, não há um prazo para a liberação do trânsito no local. A população deve ficar atenta para as rotas alternativas.
Trabalho Defesa Civil
O coordenador da Defesa Civil de Brusque, Edvilson Cugik, falou da atuação do órgão, que continua em alerta, já que casos de deslizamento ainda podem ocorrer. “A minha avaliação é bem positiva, claro que temos adequações para fazer, mas no geral foi bem positivo. Conseguimos fazer um alerta bem antecipado, com pelo menos 10h para a população. No início da tarde não tínhamos tanta preocupação com o rio, era uma preocupação mais de deslizamento, que ainda permanece, mesmo com o sol o solo continua encharcado. No início da tarde o rio subiu muito em Vidal Ramos, que acabou dando os reflexos aqui em Brusque. Continuamos atentos e fazendo o monitoramento, principalmente por causa do risco de deslizamento” disse.
Na ocasião da assinatura da situação de emergência estava presente o coordenador regional da Defesa Civil de Santa Catarina, Jackson Dirceu Laurindo, além dos representantes da Defesa Civil municipal, Secretaria de Obras, DGI, Governo e Gestão Estratégica e técnicos da área.
Todas as ocorrências relacionadas às chuvas devem ser informadas à Defesa Civil de Brusque, pelo telefone 3396-7413 ou 199

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.