Unifebe Vargas Neni

Paratleta brusquense traz prata para o Brasil em mundial de natação

Matheus Rheine melhorou a sua colocação desde a sua última participação, em 2013, no mundial de Montreal;

Foto: Comitê Paralímpico Brasileiro -

Foto: Comitê Paralímpico Brasileiro –

Escócia – O brusquense Matheus Rheine foi o responsável pela primeira medalha brasileira no Campeonato Mundial Paralímpico de Natação, que começou na tarde desta segunda-feira, na cidade de Glasgow. Rheine faz parte da classe S11, ou seja, aqueles que não possuem nenhuma visão. Ele conquistou a segunda colocação na categoria dos 100 metros livre. O brasileiro completou o percurso com 59s20c, ficando atrás apenas do americano Bradley Snyder, que fechou a prova com 56s78c.

Na mesma competição, há dois anos, em Montreal, no Canadá, o atleta paralímpico conquistou o bronze nesta mesma prova. Com a melhora, o nadador comemorou bastante. “Treinei muito para essa competição. Não é minha prova principal, mas é muito bom ganhar uma medalha. A volta é sempre o meu setor com mais falha, mas hoje senti que ainda estava cheio de gás. Eu sinto quando estou fazendo uma boa prova, quando estou puxando muita água, e hoje senti que estava indo bem. Estou muito feliz”, resumiu o medalhista de prata.

Na prova feminina dos 100m livre S11, a representante brasileira foi Regiane Nunes, que fechou a distância na 5ª posição, com o tempo de 1min14s45. O Mundial Paralímpico de Natação conta com a participação de 571 atletas de 67 países. A delegação brasileira é formada por 23 nadadores. Na última edição da competição, em Montreal, em 2013, o Brasil ficou em sexto no quadro geral de medalhas, com 26 no total, sendo 11 de ouro, nove de prata e seis de bronze.

A participação da Seleção Brasileira de Natação do Mundial de Glasgow é custeada por um convênio entre o Ministério do Esporte e o Comitê Paralímpico Brasileiro.

por Wilson Schmidt Junior

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.