Unifebe Brainyshop

Cidade mais alemã do Brasil resgata cultura e tradição com eventos germânicos

Foto 007-2017 (Festa Pomerana - Daniel Zimmermann)

Nacionalmente conhecida como a cidade mais alemã do Brasil, a pequena Pomerode (SC) adotou e já incorporou no dia a dia da comunidade o slogan de “nossa pequena Alemanha”. A cultura e os costumes dos imigrantes germânicos são valorizados por todos os cantos do município, em todas as épocas do ano. No mês de janeiro, a cidade promove a festa mais alemã do país, a Festa Pomerana, que chega agora a 35ª edição. Realizada entre os dias 10 e 21 de janeiro, no Parque de Eventos de Pomerode, a festa valoriza a gastronomia, a música, a dança e as competições típicas.

As delícias alemãs são a essência do evento, que resgata a cada edição a culinária mantida no dia a dia da comunidade. Pratos à base de porco, marreco, salsichas e outras iguarias formam um banquete, com fartas opções aos visitantes nos diversos espaços gastronômicos do parque. O cardápio conta ainda com opções de receitas sem glúten, sem lactose e sem carne. Já a bebida fica por conta das cervejarias artesanais da cidade, valorizando a produção regional.

Com uma programação cultural variada, as opções valorizam a dança e os costumes. Visitantes e moradores se encantam com as apresentações musicais, encontros folclóricos e de Bandoneon. A religiosidade também é mantida com o culto em Pommersches Plattdeutsch (língua Pomerana falada pelos imigrantes). As competições típicas como do Serrador, do Lenhador e o Alles Wurst – É tudo linguiça animam a programação e relembram costumes antigos. Há ainda os tradicionais desfiles, com reis, rainhas e princesas dos clubes de caça e tiro.

Outras atrações diferenciadas são a passagem do Fackelzug ou desfile de tochas e a Küchenmarsch, mais conhecida como dança das cozinheiras, uma prática tradicional das festas de casamento. Nela, as pessoas envolvidas promovem uma dança especial após o jantar, em homenagem aos noivos, prática mantida em muitos casamentos da cidade.

Ainda na programação, a grande novidade é o 1º Encontro de Tocadores de Teufelsgeige. O instrumento de percussão, conhecido também como violino do diabo, foi trazido ao Brasil pelos imigrantes alemães. Segundo a tradição, ele deve ser fabricado pelo próprio instrumentista. A expectativa é que 20 tocadores de Teufelsgeige se reúnam no dia 14 de janeiro.

Em 12 dias, a Festa Pomerana promete reunir um alegre tributo à cultura e aos costumes alemães. Um verdadeiro resgate das tradições e sabores da Pomerânia.

Programação da 35ª Festa Pomerana:

Horários da festa:

Segundas, quartas, quintas e sextas-feiras – a partir das 18h.

Terças, sábados e domingos – a partir das 10h.

Ingressos:

Domingo a sexta-feira – R$ 10.

Sábados – R$ 25.

Entrada gratuita dias 10, 15, 16 e diariamente para quem estiver de traje típico completo. No último dia de festa (21/1), o acesso é gratuito após às 17h.

Meio Ingresso: acima de 60 anos, estudantes e professores.

Desfiles típicos:

Desfile de abertura da Festa – dia 10 de janeiro às 19h.

Quintas e sextas-feiras às 19h, sábados às 18h e domingos às 9h30min.

 

Fotos: Daniel Zimmermann/Festa Pomerana.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.