TSE forma maioria para rejeitar recurso de cassação de Ari Vequi

Ari Vequi
Prefeito Ari Vequi. Foto: Anderson Vieira/Olhar do Vale.

O Tribunal Superior Eleitoral está julgando nesta quinta-feira (21) o recurso interposto pela defesa do ex-prefeito Ari Vequi (MDB) e Pastor Gilmar (Republicanos) e já formou maioria por rejeitar o chamado “embargos da declaração”, um recurso destinado ao tribunal que possa modificar o teor da última decisão, que aconteceu no dia 04 de maio.

Já votaram contra, Alexandre de Moraes, Benedito Gonçalves, Raul Araújo e André Ramos Tavares. Faltam os votos de três ministros: Cármen Lúcia, Floriano de Azevedo Marques e Kassio Nunes Marques, mas já não é possível alcançar a maioria.

Cassados em Maio

Por 5 votos a 2, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou os mandatos do prefeito e do vice-prefeito de Brusque (SC), José Ari Vequi e Gilmar Doerner, por abuso de poder econômico durante campanha eleitoral nas Eleições Municipais de 2020. Na sessão do dia 04 de maio, a maioria dos ministros também reconheceu a inelegibilidade de todos os envolvidos – incluído o empresário Luciano Hang, proprietário das Lojas Havan – para as eleições que se realizarem nos oito anos subsequentes ao pleito de 2020.

Publicidade

No dia 03 de setembro, Brusque teve novas eleições e André Vechi que era presidente da Câmara de vereadores e assumiu como prefeito interino ganhou o pleito.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.