Secretaria de Educação de Brusque lança revista sobre inclusão escolar

Com publicação trimestral, objetivo da revista (Con)Vivências Inclusivas é promover um debate envolvendo todos os atores que compõem a comunidade escolar


A Prefeitura de Brusque, por meio da Secretaria de Educação, lançou na última sexta-feira (30) a revista (Con)Vivências Inclusivas, com intuito de promover a aproximação entre todos aqueles que participam, direta e indiretamente, do processo de desenvolvimento e aprendizagem de crianças e estudantes público-alvo da educação especial, na perspectiva inclusiva. A publicação terá periodicidade trimestral.

Atualmente, a Rede Municipal de Educação, em suas 61 unidades escolares, atende 337 crianças e estudantes com deficiências, transtorno do Espectro Autista e Altas Habilidades / Superdortação. São 80 alunos na Educação Infantil e 257 no Ensino Fundamental.

A publicação é mais um trabalho coordenado pelo Núcleo de Apoio Multiprofissional à Educação Inclusiva (NAMEI), em parceria com os professores do Atendimento Educacional Especializado (AEE) e demais atores da política de Educação Especial.

Publicidade

A revista reunirá a cada edição informações e experiências realizadas no cotidiano das escolas da rede, sobre desenvolvimento, aprendizagens, práticas colaborativas e inclusão escolar.

“Com mais este dispositivo, a rede amplia as suas estratégias de interação e busca avançar ainda mais no desenvolvimento de uma cultura inclusiva, que acolha, abrace e promova a inclusão e desenvolvimento de todos os nossos mais de 14 mil estudantes”, ressalta a secretária de Educação, Eliani Aparecida Busnardo Buemo.

De acordo com ela, a escola é um espaço diverso de interação humana e interação sociocultural. “A vivência escolar, por meio das relações e experiências com o outro, oportuniza a constituição da identidade, das percepções e a constituição de diferentes comportamentos. Também sabemos que é por via das relações humanas, realizadas na família, na escola e na sociedade, que o indivíduo constrói percepções e questionamentos sobre si e sobre os outros, diferenciando-se e, ao mesmo tempo, identificando-se como seres individuais e sociais. Por isso, é com enorme entusiasmo e gratidão que apresentamos a primeira edição da revista “(Con)Vivências Inclusivas”, pontua.

Primeira edição

A primeira edição da revista trata sobre o Ensino colaborativo em escolas municipais e traz como exemplo as escolas EEF Gonzaga Steiner e EEF Nova Brasília, que contam como o trabalho colaborativo tem sido um diferencial no processo de inclusão de estudantes públicos alvo da educação especial.

A professora Sabrina Arruda (CEI Tia Laura), que atua no Atendimento Educacional Especializado (AEE), explica como criou estratégias de acolhimento e adaptação à nova realidade do ambiente educacional infantil.

A publicação traz ainda, a contribuição da presidente da Associação de Pais, Profissionais e Amigos dos Autistas (Ama Brusque), Guédria Motta, que enaltece o diálogo e a parceria mantida com a Secretaria de Educação de Brusque.

Outros assuntos abordados são: a equipe de professores intérpretes de Libras, que tem o desafio de ensinar alunos que não conhecem a oralidade e o trabalho de assessoramento desenvolvido pelo NAMEI, entre outros temas.

Para a psicóloga da Secretaria de Educação e uma das idealizadoras do projeto, Jaqueline Bulin Vieira, a revista tem a intenção de chegar na comunidade de modo geral.

“A ideia é que todo mundo possa falar sobre inclusão escolar, não só os alunos público alvo da educação especial, que são alunos com algum tipo de deficiência. Queremos trabalhar dentro do paradigma da diversidade, onde todos possam conviver e compreender a singularidade de cada estudante. Promover um debate envolvendo todos os atores que compõem a comunidade escolar”, frisa.

Jaqueline comenta que existem ainda uma série de preconceitos, que precisam ser desconstruídos sobre o tema. “A partir da experiência concreta e vivida dentro do contexto escolar buscamos trazer novos referenciais e disseminar a cultura da educação inclusiva”, completa.

Confira a primeira edição da revista

A primeira edição da (Con)Vivências Inclusivas foi distribuída de forma on-line para toda a rede. Para ler esta e as próximas edições acesse: https://educacao.brusque.sc.gov.br/convivencias-inclusivas/ . Mais informações sobre a publicação e sugestão de temas a serem abordados, falar com a Secretaria de Educação de Brusque, pelo telefone (47) 3251-1866, pelo site educacao.brusque.sc.gov.br ou pelo e-mail [email protected] .

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.

O Olhar do Vale é um jornal digital que traz notícias de Brusque, Guabiruba, Botuverá e  região do Vale do Itajaí.

Somos um portal de notícias dedicado aqueles que buscam informação de qualidade,  jornalismo com verdade.