“Se cada prefeito que passou tivesse feito 1km de Beira Rio, estaríamos com ela pronta de Dom Joaquim a Itajaí”, rebate vereador

Jean Pirola rebateu fala de Patrícia Freitas sobre obras do PAC na gestão de Eccel;

Vereador Jean Pirola na tribuna desta semana. Foto: Aline Bortoluzzi/Imprensa Câmara Brusque

Ao se pronunciar na tribuna da sessão ordinária desta terça-feira, 28 de novembro, o vereador Jean Pirola (PP) comentou as manifestações feitas pela vereadora Patrícia Freitas (PT), momentos antes na reunião, sobre a gestão de Paulo Eccel (PT).

O parlamentar criticou obras feitas com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em Brusque “que não deram certo”, durante a administração do ex-prefeito. Como exemplo, o vereador citou obra realizada em vala do bairro São Luiz. “Estão fazendo pela quarta vez, são quatro gastos. Porque não ouviram, na época da construção, os moradores, o líder do bairro”, disse. Ele mencionou ainda, obra realizada via PAC no bairro Nova Brasília. “Arrebentaram com a comunidade do Nova Brasília”, declarou.

“Obra do PAC é importante? É. Mas adianta fazer obra e deixar o rio assoreado e a água não correr? […] O Paulo, em seis anos, não fez um palmo de Beira Rio”, criticou. “Se cada prefeito que passou tivesse feito um quilômetro de Beira Rio, nós estaríamos com ela pronta do Dom Joaquim a Itajaí, nas duas margens”, afirmou Jean.

O que disse a vereadora?

Publicidade

A vereadora Patrícia Freitas (PT) iniciou sua fala na tribuna citando ações do governo do ex-prefeito Paulo Eccel (PT) relacionadas à infraestrutura da Avenida Beira Rio. A necessidade de ampliação da Beira Rio foi bastante discutida na sessão da semana passada, na repercussão dos danos causados pelas últimas chuvas na cidade.

“Nós [a gestão de Eccel] recuperamos toda a Beira Rio da margem direita. Foi feito asfalto, calçadas, foi feito todo o enrocamento e por isso que não tivemos maiores problemas no lado direito”, citou a parlamentar. “Enquanto estivemos no governo, foram nove projetos do PAC [Programa de Aceleração do Crescimento] que executamos em seis anos de governo. Se tivéssemos terminado o nosso mandato, teríamos executado todos. Os governos tiveram nove anos para executar três projetos, dos quais dois foram concluídos”, disse.

Ainda sobre os estragos na margem esquerda da Beira Rio, ela apresentou ao plenário imagens gravadas por um morador das proximidades, numa cheia há cerca de dois meses, que mostram um redemoinho de água se formando no local. “Nesta parte onde fica fazendo o redemoinho é onde a tubulação estava estourada e onde acabou ocorrendo a infiltração e levantando o asfalto. […] Se não for corrigido isso em outros pontos que aconteceram a mesma coisa, vai ter muito mais áreas na Beira Rio em que o asfalto vai levantar e a água vai levar”, atentou Freitas.

Pedidos de serviços públicos

A parlamentar abordou ainda duas proposições de sua autoria, solicitando serviços públicos para a comunidade. Na Indicação nº 370/2023, ela sugere a realização de uma operação de limpeza para a remoção da lama acumulada em área da Beira Rio, próxima aos Correios, onde há sujeira de outras cheias, segundo a vereadora.

No Requerimento nº 226/2023, ela solicita ações imediatas à Prefeitura e à Celesc, a respeito do risco de queda de um poste localizado entre as ruas Nilo José Raulino e Henrique Hartke. “Os moradores já registraram na ouvidoria da Celesc e da Prefeitura e já estiveram na Secretaria de Obras. A Defesa Civil esteve lá e colocou uma demarcação, mas a preocupação dos moradores é esse poste cair. […] Além de deixar a comunidade sem energia, pode ainda afetar alguém que passe pela rua”, alertou Patrícia.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.