São João Batista teve mais de 30 mil pessoas afetadas pelas chuvas; Saiba como ajudar

Foto: Chuvas fortes atingiram SJB na última semana

Servidores e magistrados do Poder Judiciário de Santa Catarina (PJSC) estão mobilizados para colaborar com as mais de 30 mil pessoas afetadas pelas fortes chuvas que atingiram o município de São João Batista. Na cidade, o Judiciário catarinense tem um Fórum e os servidores e os magistrados auxiliam as famílias que sofreram com uma das maiores enchentes no município. O Rio Tijucas, que corta a cidade, chegou a atingir o nível de 9,16 metros durante o dia. Em apenas 24 horas, o nível subiu mais de seis metros.

A chefe de Secretaria do Foro da comarca de São João Batista, Marizete Campioli, explicou que a cidade está recebendo muitas roupas e alimentos. “A nossa comarca foi duramente afetada pelas enchentes, praticamente 85% da população, sendo que muitas pessoas perderam praticamente todos os móveis. Tivemos alguns colaboradores que também perderam tudo. A nossa comarca está colaborando, mas somos uma unidade pequena. Neste momento, a principal necessidade é para a compra de colchões”, informou a servidora.

Por conta dos estragos, o município decretou estado de calamidade pública. Nesta terça-feira (6), o Governo Federal reconheceu o estado de calamidade. Cinco dias depois da tragédia, 50 pessoas permanecem alojadas nos dois abrigos institucionais ainda em funcionamento, incluindo algumas das que foram retiradas preventivamente da localidade de Macaco Branco por risco de deslizamentos. A enchente também trouxe enormes prejuízos às empresas da cidade, que tem como motor econômico a indústria calçadista. Algumas empresas perderam todo o seu maquinário e seu estoque. 

Publicidade

Todo mundo pode colaborar depositando qualquer quantia na conta da Prefeitura de São João Batista. Veja as informações abaixo. 

Para ajudar

Pix – CNPJ 82.925.652/0001-00

Conta corrente
Banco do Brasil 
Agência: 2629-8
C/C: 135296-2
Em nome de Prefeitura Municipal de São João Batista.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.