Rick e Nik acusam Marlina de fazer politicagem em homenagem aos professores; vereadora rebate


Na última quinta-feira(28) a Câmara Municipal de Brusque realizou uma homenagem aos educadores pela passagem da data 15 de outubro, dia do professor. O requerimento para a realização da homenagem foi de autoria da vereadora Marlina de Oliveira (PT) e aprovado pelos demais vereadores. Além de educadores e da vereadora autora do requerimento, estiveram presentes a Secretaria Municipal de Educação, Eliani Busnardo Boemo, a presidente eleita do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sinseb), Tânia Vieira Pompermayer e os vereadores Rick Zanata (Patriota), Nik Imhof (MDB), Cassiano Tavares (Podemos) e Jean Dalmolin (Republicanos).

Durante a sessão, alguns educadores foram convidados a se manifestar na tribuna e fizeram algumas críticas principalmente no sentido da valorização do professor. Estas manifestações geraram desconforto a dois dos cinco parlamentares presentes na sessão. O vereador Rick Zanata usou seu perfil nas redes sociais o qual acusa a vereadora petista de utilizar a estrutura da Câmara Municipal para fazer “politicagem com sua base eleitoral”:

“Ontem (quinta) eu estive na Câmara de Vereadores em uma sessão para homenagear os professores da nossa cidade. Quero aqui publicamente homenagear todos os professores de Brusque. Obrigado por exercerem o dom de ensinar e por exercerem a profissão que, na minha opinião, é o pai e a mãe de todas as profissões. Meu muito obrigado a todos vocês professores. E agora pessoal, eu quero emitir publicamente uma nota de repúdio ao evento realizado a pedido da vereadora Marlina, do PT. Eu me senti extremamente enganado, pois o que aconteceu na Câmara no meu ponto de vista foi um evento partidário, aonde a vereadora usou a Câmara de Vereadores, toda a sua estrutura para fazer politicagem com a base política dela, pois em nenhum momento presenciei algum tipo de homenagem, presenciei sim, não generalizando, vários professores arrotando suas ideologias de esquerda e reivindicando pautas que ali não era o momento para isso. A vereadora enganou os vereadores. no mínimo ela deveria ter falado a verdade que queria realmente fazer um evento partidário. O que presenciei foi um evento para fazer politicagem com propósito de atacar a gestão e a secretaria de educação”, afirma. Confira o vídeo na íntegra:

Na mesma linha, o vereador Nick Imhof criticou a postura da parlamentar neste evento e também no evento Fórum da Mulher negra: “Era para ter sido um evento de diversidade, de inserção da mulher negra na política, contra o racismo, que acabou sendo na da mais nada menos que um palanque para o PT. Eu acompanhei, eu estava no dia, foi apenas discutido assuntos do PT, da mulher do PT patrocinado pelo PT. A estrutura pública paga por nós, contribuintes, acabou sendo utilizada para palanque do PT. E ontem (quinta) mais uma vez um evento que era para ser bonito, homenagear os professores, acabou sendo nada mais nada menos que um palanque para a esquerda. Quero aqui manifestar o sentimento de um vereador enganado. Quando passou esse requerimento para aprovação, o cunho era outro, era social, era para homenagear e foi totalmente diferente. A próxima vez que vier um requerimento como esse eu vou pensar duas vezes em aprovar”. Confira o vídeo na íntegra:
Publicidadelm MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO BRUSQUE

Os outros dois vereadores que acompanharam a sessão não tiveram a mesma percepção que Zanata e Imhof. De acordo com o vereador Cassiano Tavares não ocorreu nada de anormal na sessão: ” Eu até achei que seria algumas homenagens, eu até levei a minha mãe que é professora e tem 52 anos de magistério, ela foi a meu convite. E ai teve algumas pessoas que foram escolhidas para falar. Eu não vi nada de ofensivo como o vereador Rick falou, mas ele tem todo direito de ficar indignado. Se a secretária se sentiu ofendida ela também tem todo o direito, mas nas falas dos professores teve muitas falas bonitas inclusive, uma ou outra, foi um pouco mais agressiva direcionada a educação de Brusque, mas não vi falta de educação. Em alguns momentos vi a secretária desconfortável, mas assim, os professores tiveram oportunidade de se manifestarem e eles se manifestaram. Vivemos em uma democracia”, afirma.

E o vereador Jean Dalmolin não deixou claro que tem o entendimento de que foi feita politicagem com a homenagem. Ele preferiu dizer que ficou atento apena a sua fala que homenageou os professores: ” Pra mim como no requerimento fui para uma noite de homenagens, onde alguns convidados expuseram suas falas por temas. E durante as falas algumas dessas mais firmes causaram um certo desconforto para alguns participantes. Na minha fala me atentei somente para a homenagem” , analisa.

A vereadora Marlina de Oliveira também foi procurada para comentar as declarações dos vereadores. Ele enviou uma nota para a redação do Olhar do Vale e afirmou que a atitude dos vereadores em usar as redes sociais para repudiarem a atitude da parlamentar é ” Fugir ao debate público” e que a atitude ” não é condizente com o espírito democrático que se espera de parlamentares”. Confirma a nota da íntegra:

A Sessão Especial dirigida por mim e realizada para homenagear os professores oportunizou a todos parlamentares o espaço necessário para um debate republicano, com direito ao contraditório, a fim de construir um diálogo produtivo e de mão dupla.

Fugir ao debate público, posteriormente utilizando-se das redes sociais como forma de construir um “monólogo”, normalmente endereçado as suas bases políticas, com ataques pessoais, usando termos pejorativos que atentam contra a honra de seus pares, não é condizente com o espírito democrático que se espera de Parlamentares.

Lamentamos o profundo desconhecimento de tais parlamentares sobre aquilo que significa o debate político e, especialmente, sobre o que significa render homenagens à uma categoria de tamanha relevância, como a dos professores, no contexto de social que vivenciamos.

Em virtude do meu licenciamento, na próxima Sessão Ordinária não será possível rebater as acusações, mas esperamos que, em favor da democracia, os nobres pares reconheçam de forma pública a grave falha de se esquivar do debate, proferindo ofensas pessoais, mas que, nas próximas vezes, seja privilegiado um debate direto, transparente e honesto.

É o que esperamos“, finaliza a nota.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.