Representantes dos povos originários defendem luta contra o Marco Temporal na Tribuna Livre de Blumenau


A representante do Centro de Defesa dos Direitos Humanos de Blumenau, Andreá Luciana Carvalho, acompanhada de Dalete Aju e Kalyton Priprá, originários da etnia Laklano Xokleng, ocuparam a Tribuna Livre na sessão ordinária desta terça-feira (15). Em pauta abordaram a luta contra o Marco Temporal, bem como a divulgação de um documentário tratando sobre o assunto. 

A representante Andreá iniciou a sua fala pedindo o mínimo de respeito e reflexão sobre o tema. Na continuidade, Dalete acrescentou argumentando sobre a inconstitucionalidade do Marco Temporal. “A história nos diz que somos os primeiros habitantes deste território chamado Brasil”, afirmou. 

As palavras foram intercaladas com o discurso de Kalyton, que reforçou a importância da luta. “Hoje não nos matam no facão, matam através da caneta querendo ir contra a constituição. Por esse motivo estamos aqui para gritar juntos contra o Marco Temporal”, concluiu.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.