Projeto promove bem-estar através da música em pacientes acamados de Brusque


Promover um atendimento diferenciado a pacientes acamados e domiciliados de Brusque. Este é o objetivo do projeto SUSRRIA, ofertado aos usuários do Serviço de Assistência Domiciliar (SAD). O diferencial da ação fica para a musicoterapia, utilizada como abordagem metodológica pelos profissionais, trazendo benefícios emocionais e físicos aos usuários do serviço público de saúde.

O Projeto iniciou em 2022, por meio de visitas aos usuários do SAD. Em análise, foi possível observar nos pacientes acamados/domiciliados sentimentos de solidão, tristeza e déficit de socialização, tendo em vista, o quadro clínico em que este público se encontra. Com a perspectiva de atender as necessidades emocionais, afetivas e sociais dos pacientes atendidos pelo programa, a equipe elaborou uma proposta de atendimento interativos num dia de visita domiciliar, buscando oferecer momentos de alegria, bem-estar e interação social.

A musicoterapia foi uma saída para os atendimentos, estimulando a utilização de instrumentos; resgate de memórias afetivas; estímulo da fala, promovendo a vitalidade do aparelho fonador; manutenção da atividade muscular da visão através da leitura das letras das músicas; resgate da autoestima, entre outros benefícios.

Publicidade

A fonoaudióloga do projeto, Kellyn Aparecida Pedroso, destaca o uso da música. “Pela música é possível acessar memórias e reorganizar pensamentos. As canções localizam o paciente no tempo e no espaço e, conversar sobre elas pode provocar um resgate gratificante de momentos e fatos da vida”, comenta.

As visitas domiciliares com musicoterapia ocorrem duas vezes ao mês, atendendo quatro pacientes por dia de atividade. Os familiares e pacientes que demonstram interesse em participar do projeto, passam por uma entrevista na qual é realizada uma coleta de dados referentes à história de vida, necessidades e interesses musicais. As visitas são programadas e agendadas.

Resgate da alegria por meio da música

“Participar do projeto SUSRRIA, é uma sensação extraordinária, pois é uma proposta diferente, onde nas visitas, deixamos de falar sobre doenças e resgatamos momentos de alegria. É gratificante ver o semblante, o sorriso, o abraço e até o choro dos pacientes e dos familiares”, relata o coordenador do SAD Brusque, Cristian Haag.

Até o momento, foram realizadas 40 visitas domiciliares, e através dos relatos dos pacientes e familiares/cuidadores foi observado melhora da satisfação do usuário, bem como a melhora do vínculo entre paciente e equipe, maior aceitação e confiança em relação aos tratamentos propostos pela equipe devido ao vínculo fortalecido durante as atividades e melhora da autoestima.

“A equipe percebe que nos dias das atividades musicais, ocorrem maior movimentação e motivação familiar, demonstradas na organização e cuidados pessoais dos pacientes, tendo em vista que vestem a melhor roupa, se maquiam, colocam perfumes, e se comportam tal qual um dia festivo”, finaliza a psicóloga do projeto, Francyne das Neves.

O SUSRRIA foi selecionado, juntamente com outros quatro projetos, para representar o município de Brusque no 8° Congresso das Secretarias Municipais de Saúde de Santa Catarina, que ocorre entre os dias 11 e 13 de abril, nas cidades de Capivari Baixo e Tubarão. Os projetos fazem parte da 5° Mostra Catarinense “Brasil, aqui tem SUS”.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.