Presidente da Câmara explica trâmite para possível cassação de vereador Jocimar

Foto: Anderson Vieira / Olhar do Vale

Na manhã desta segunda-feira (04) a Câmara de vereadores de Brusque realizou uma coletiva de imprensa para explicar o trâmite para uma possível cassação do vereador Jocimar dos Santos, flagrado na quinta-feira (30) recebendo dinheiro de suposto esquema de rachadinha do vereador suplente Éder Leite.

De acordo com o Presidente da casa, Cacá Tavares o vereador suplente Éder Leite deve entregar uma denúncia e um pedido de cassação para o corregedor Rogério dos Santos, que irá analisar e dar um parecer se a denúncia terá ou não procedimento.

Caso aceita, a denúncia irá para a mesa diretora que fará um sorteio para uma comissão de cinco vereadores que irão julgar o caso.

Publicidade

A partir deste momento tem todo o trâmite legal, com espaço para o vereador Jocimar ser ouvido, o suplente Éder Leite e outras eventuais testemunhas.

O corregedor da Câmara, Rogério dos Santos informou que ainda não recebeu a denuncia oficial, feita pelo vereador Eder Leite para dar seguimento ou não do pedido de cassação.

Em sua fala Cacá Tavares informou que a casa não pode dar a sentença agora, pois ainda não foi notificada.

“Não podemos dar uma sentença agora, não é nosso papel e nem é legal {…} Lá fora é outro julgamento que não cabe a Câmara a esse momento”. afirma o presidente.

Após o período de licença, a cadeira do vereador Jocimar dos Santos ficará vaga até o processo terminar.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.