Prefeitura tira obrigatoriedade de aferir temperatura em Brusque

Lojas com mais de 1000 m² não precisam mais disporem de controlador de fluxo de pessoas, afixar cartaz com informação de quantitativo máximo de pessoas permitidas no local e realizar aferição da temperatura corporal dos clientes e funcionários. Medida também vale para supermercados e mercearias.


A Prefeitura de Brusque editou na tarde desta segunda-feira (14) o Decreto número 8.724, que dispõe sobre novas medidas de enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da pandemia de Coronavírus (Covid-19).

A partir de agora, restaurantes, lanchonetes, pizzarias, bares, tabacarias, food parks, adegas, cafeterias, padarias, confeitarias e similares, podem funcionar todos os dias, das 6h às 24h. Após este horário podem funcionar apenas pelo sistema de tele entrega ou entrega no balcão, sendo proibido o consumo no local.

O novo decreto revoga a obrigatoriedade de lojas com mais de mil metros quadrados disporem de controlador de fluxo de pessoas, afixar cartaz com informação de quantitativo máximo de pessoas permitidas no local e realizar aferição da temperatura corporal dos clientes e funcionários.

Publicidade

Os estabelecimentos que comercializam gêneros alimentícios (mercados, mercearias e supermercados) também não precisam mais aferir a temperatura corporal dos clientes e de seus funcionários.

As novas medidas são válidas até 21 de setembro.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.

O Olhar do Vale é um jornal digital que traz notícias de Brusque, Guabiruba, Botuverá e  região do Vale do Itajaí.

Somos um portal de notícias dedicado aqueles que buscam informação de qualidade,  jornalismo com verdade.