Prática do tiro ao alvo será Patrimônio Histórico de Brusque

Projeto de lei aprovado nesta terça-feira (30) é de autoria de Deco Batisti e André Vechi


Aprovado pela Câmara, o Projeto de Lei Ordinária nº 27/2023 declara Patrimônio Histórico, Cultural e Imaterial do município de Brusque a prática do tiro ao alvo. A proposição é de autoria de André Batisti, o Déco (PL), e de André Vechi, atualmente prefeito interino.

“A gente tem que valorizar qualquer esporte, mas o tiro aqui na nossa cidade é patrimônio histórico”, assegurou Deco. Ele saudou os representantes do Clube de Caça e Tiro de Araújo Brusque presentes no plenário na sessão ordinária desta terça-feira, 30 de maio. “Parabéns por esse exemplo de Brusque ter o Clube de Tiro mais antigo do Brasil em funcionamento. É uma forma simples de homenagear esse importante esporte para a nossa região”, disse Batisti.

O projeto passou por segunda discussão e votação no Poder Legislativo e segue agora para a sanção do prefeito. Ao se transformar em lei, o poder público, de forma conjunta com a sociedade, tem a obrigação de proteger e preservar a prática do tiro ao alvo na cidade.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.