Plano de Desenvolvimento do Ecossistema de Inovação, Tecnologia e Startups é apresentado para região de Brusque


Após a realização de entrevistas, mapeamento e quatro intensos workshops, atores da região – em conjunto com Sebrae SC, apresentaram o Plano de Desenvolvimento do Ecossistema Local de Inovação – ELI. O trabalho foi elaborado numa parceria entre empreendedores, representantes de instituições de ensino, do Poder Público e entidades empresariais de Brusque e região. Os atores – com base na vocação econômica e nos eixos tecnológicos de graduação e pós-graduação, definiram quatro setores como prioritários: metalmecânica e automação, químico e materiais, tecnologia da informação e comunicação, além de moda e design. A proposta agora, é trabalhar nesses setores para potencializá-los, por meio da tecnologia e inovação nos municípios abrangidos pelo projeto.

As cidades de Brusque, Guabiruba, Botuverá, São João Batista, Nova Trento e Canelinha envolveram aproximadamente 100 pessoas na ação, que tem como objetivo, unir diferentes atores para desenvolver e fortalecer os negócios de acordo com suas vocações regionais. O gerente regional do Sebrae SC, Alcides Sgrott Filho, reforça que a iniciativa é fundamental para estimular o surgimento de negócios inovadores e consolidar as empresas que já existem.

Durante o evento realizado nesta terça-feira (22), foi apresentado um painel sobre ‘Como o ecossistema de Inovação pode contribuir de forma positiva na economia da região’. “Parabenizamos o envolvimento de todos na criação do Plano do Ecossistema Local de Inovação. E desejamos que os esforços concentrados até o momento sejam o caminho para descobrir as fragilidades de cada setor e contribuir no desenvolvimento econômico de Brusque e região”, completa Alcides.

Publicidade

Os atores locais definiram algumas estratégias para o fortalecimento das áreas. Como: estruturar a governança regional do ecossistema – envolvendo atores, com métodos, indicadores e ferramentas para monitoramento da evolução do ecossistema; fomentar a educação empreendedora e desenvolver uma trilha, do empreendedorismo inovador e de qualificação tecnológica; e ainda, estimular a integração de empresas e das diferentes instituições públicas e privadas de fomento e inovação e empreendedorismo, para ações em conjunto e alinhadas com as demandas e problemas de ambos. O Plano completo está no link http://sebrae.sc/ecossistemaregiaobrusque

Ademir José Jorge, secretário de Desenvolvimento Econômico de Brusque falou sobre a diferença que o Plano traz para a cidade. “Há algum tempo, trabalhamos – por meio do Pedem, eixos ligados a economia. Um deles, era sobre educação e inovação. Então, penso que é um segmento importantíssimo para avançarmos ainda mais em nosso município, onde consideramos a indústria de tecnologia, uma indústria limpa, e que inclusive traz retorno financeiro para Brusque. Parabenizamos o empenho de todos nesse processo.”, completa.

Já o presidente do Conselho Municipal de Inovação de Brusque, Pierri Grotti, reforça que a iniciativa do Sebrae SC, é uma ação importante para a região, e vem contribuir com as demais ações que estão em andamento, como a conclusão do Centro de Inovação e o desenvolvimento do Plano Municipal de Inovação que está sendo elaborado. “Observando os exemplos de Ecossistemas que se desenvolveram e que geram muitos benefícios para as suas regiões, citando aqui como exemplo o Ecossistema de Inovação de Joinville, percebemos que a grande força motriz é a parceria entre poder público, universidades e iniciativa privada, formando uma engrenagem forte e duradoura, geradora de soluções para toda sociedade”, destaca.

Andrei Muller, secretário de Desenvolvimento de Guabiruba, lembra que a cidade ainda está amadurecendo nesse processo e que o Plano vai servir como uma espécie de manual para auxiliar na transformação tecnológica das empresas. “Sabemos da necessidade das empresas, em disponibilizar um atendimento de forma diferenciada, sempre buscando soluções mais inovadoras adequadas a cada cliente. Vamos utilizar o manual e dar início aos primeiros passos do Desenvolvimento do Ecossistema da cidade”, comemora.

O consultor que atua junto ao Sebrae SC, Jones Augusto Boeck, contribuiu com o colega Paulo Roberto Kroich na condução do desenvolvimento dos trabalhos. Ele destaca que chegou o momento de colocar em prática as ações propostas. “Em conjunto com atores e a governança formada, queremos estimular o surgimento e a consolidação de novos negócios inovadores que atendam as demandas de mercado”, finaliza.

Texto: Assessoria Sebrae Regional Foz

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.