Ocorrências geradas pelo temporal deste domingo em Brusque chegam a 18

Segundo a Defesa Civil, Paquetá teve mais de 102 milímetros de chuva em duas horas, mais da metade do previsto para todo o mês na cidade.

Na Rua João XXIII, no bairro Primeiro de Maio, um carro ficou praticamente submerso.

A Coordenadoria de Defesa Civil de Brusque atualizou, no início da noite, os números referentes às ocorrências registradas na cidade por conta das fortes chuvas da tarde deste domingo (29). Segundo o levantamento, até às 18h30, total de 18 notificações foram feitas.

Deste montante, sete se referem a alagamentos em via pública, nos bairros Águas Claras, Azambuja, Cedrinho, Centro II, Limeira Baixa, Primeiro de Maio e Zantão; mais um alagamento em residência, no bairro Limeira. Além disso, quatro registros de deslizamento em residência em Águas Claras, Limeira Baixa, Santa Luzia e Zantão.

Um risco de deslizamento em residência em Limeira Baixa. Uma queda de muro no Dom Joaquim e duas situações de risco de queda de muro, nos bairros Águas Claras e Santa Luzia. Uma residência vulnerável em Águas Claras e um rompimento de tubulação em Paquetá.

Publicidade

Em duas horas, metade da chuva de todo o mês

Conforme o levantamento da Defesa Civil, as chuvas intensas da tarde deste domingo totalizaram mais de 102 milímetros em um intervalo de tempo de menos de duas horas no Paquetá, bairro que teve o maior volume registrado. “Este número representa 50,6% da chuva esperada para todo o mês de janeiro na cidade, que tem média pluviométrica histórica de 201,2 milímetros de precipitação para o primeiro mês do ano”, revela o chefe de vistoria e fiscalização da Defesa Civil de Brusque, Edevilson Cugik. Somadas as últimas 12 horas, Paquetá contabiliza 104,6 milímetros de chuva.

Como a previsão para chuvas segue até o fim da noite, a Defesa Civil mantém a orientação para moradores de encostas, para que façam a observação do terreno, em especial aos desníveis de árvores.

Já aqueles que moram próximos a rios e ribeirões precisam ficar atentos ao nível de vazão.

A comunidade também pode acompanhar a atualização de dados no site e redes sociais da Defesa Civil. Quem desejar receber o alerta da Defesa Civil estadual diretamente no seu celular, basta enviar mensagem de texto (SMS) com o número do CEP da sua rua para o número 40199.

Qualquer ocorrência pode ser acionada pelo telefone 199 da Defesa Civil, ou ainda pelo 193 do Corpo de Bombeiros.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.