Sobe para 12 o número de mortes devido a enxurrada no Alto Vale do Itajaí

visão med brusque

O número de mortes confirmadas por conta da enxurrada que atingiu o Alto Vale do Itajaí durante a madrugada subiu para 12. São nove mortes em Presidente Getúlio, a cidade mais atingida, duas em Rio do Sul e uma em Ibirama, segundo boletim divulgado no fim da tarde pela Defesa Civil de Santa Catarina. Há informação também de desaparecidos. Equipes da Defesa Civil, Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) atuam desde a madrugada desta quinta-feira, 17, no resgate e levantamento de perdas.

Desde o início do dia, o governador Carlos Moisés participou de reuniões com os chefes do Corpo de Bombeiros Militar e da Defesa Civil estadual para coordenar o auxílio às vítimas. Durante a manhã, no ato de inauguração do Centro de Inovação de Blumenau, o governador afirmou que a Defesa Civil Nacional também está acompanhando a situação em Santa Catarina e colocou a sua estrutura à disposição do Estado.

“Estamos sensíveis à situação. Equipes de outras partes do Estado foram deslocadas para atender a demanda local. O Governo está presente por meio de suas estruturas, como as polícias, o Corpo de Bombeiros, o IGP e a Celesc. Desde cedo estamos envolvidos na coordenação do auxílio às vítimas. Nossa prioridade é preservar vidas e registramos a nossa solidariedade aos familiares das vítimas e a todos os atingidos por esta tragédia”, declarou Carlos Moisés.

Publicidade

Por conta do mau tempo, o governador não conseguiu se deslocar para o Alto Vale. Em um vídeo gravado durante a tarde em Blumenau, Carlos Moisés informou que o Grupo de Ações Coordenadas (Grac) se instalará por cerca de uma semana na cidade de Rio do Sul, sob o comando do chefe da Defesa Civil, o coronel Aldo Neto. O governador também ligou para os prefeitos das cidades atingidas para colocar a estrutura do Estado à disposição.

O presidente Jair Bolsonaro ligou para o governador para manifestar pesar pelas vítimas e informou que o secretário nacional de Defesa Civil chega a Santa Catarina ainda nesta quinta-feira, 17, para acompanhar a situação.

Boletim divulgado pela Defesa Civil de Santa Catarina por volta das 18h informa que já foram disponibilizados aproximadamente cinco mil itens de assistência humanitária no Alto Vale, incluindo cestas básicas, kits de limpeza e de higiene pessoal, além de fardos de água mineral. O município de Presidente Getúlio decretou estado de calamidade pública por conta da enxurrada. Rio do Sul decretou situação de emergência;

A Defesa Civil mantém o alerta de risco alto de deslizamentos nos municípios do Alto Vale para os próximos dias, que seguirão com tempo instável. As comportas das barragens de Taió e Ituporanga seguem fechadas.

Equipes do Instituto Médico Legal (IML) se deslocaram de outras regiões para o atendimento das vítimas em Presidente Getúlio. Além do Alto Vale do Itajaí, também houve registro de danos e alagamentos na Grande Florianópolis e no Sul do Estado por conta do temporal.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.
Olhar do Vale

O Olhar do Vale é um jornal digital que traz notícias de Brusque, Guabiruba, Botuverá e  região do Vale do Itajaí.

Somos um portal de notícias dedicado aqueles que buscam informação de qualidade,  jornalismo com verdade.