Produção rural movimenta economia de Brusque


O dia começa cedo na propriedade de Francisco Petermann (63), no bairro Cristalina. Às 4h30 da manhã ele já está a postos para buscar as vacas no pasto e iniciar a ordenha do leite.

Atualmente são 22 vacas Jersey, que produzem em média 350 litros de leite por dia. Matéria prima que resulta em cerca de 30 kg de queijinho e 20 kg de nata – produtos vendidos para o comércio local.

Francisco também mantém uma horta para consumo familiar. Ele se orgulha em dizer que agricultura e pecuária são atividades que atravessam gerações em sua família. “É uma tradição antiga. Não saberia fazer outra coisa. Na cidade ia só atrapalhar”, brinca.

Publicidade

No mesmo bairro, poucos metros a frente está a propriedade dos irmãos Valdercir e Ademir Petermann (47). Repolho, couve-flor, berinjela, alface, beterraba, abóbora, mandioca, pepino, milho e brócolis são alguns dos produtos cultivados por eles, com a ajuda da família e poucos funcionários.

A produção ultrapassa 20 toneladas / mês. Do total, 30% viram conservas e o restante é vendido in natura. “Produzimos mais ou menos 200 mil vidros de conserva por ano. Vendemos nossos produtos para mercados e verdureiras da região”, conta Valdecir.

Produção variada e pouca visibilidade

Para o diretor de Agricultura, Vilson Afonso Moresco, a população brusquense, de forma geral, não tem noção da quantidade de agricultores do município. “Brusque é uma cidade com base econômica na indústria têxtil e metalmecânica. A produção dos agricultores é realizada no interior e pouco vista, mas temos aproximadamente 150 agricultores, sendo mais de 50 em plena atividade”, destaca.

De acordo com Moresco, os bairros Cristalina, Rio Branco, Cedro Alto e Volta Grande concentram a maior parte dos produtores rurais do município. “A produção é bastante variada. Os produtos são comercializados com a vizinhança e também nos estabelecimentos da região”, ressalta.

O diretor explica que a agricultura familiar movimenta a economia de Brusque. “De modo geral subestima-se a capacidade dos pequenos produtores. Geralmente o consumidor olha o produto e o preço, mas não a origem. Muitas vezes, consumimos sem saber produtos cultivados ou produzidos aqui por vizinhos nossos, com toda a qualidade e dentro de padrões exigidos pela Vigilância Sanitária”, conclui.

Agricultura familiar

Existem hoje mais de 475 milhões de pequenas propriedades rurais no mundo. Elas representam mais de 70% das terras cultivadas no planeta.

De acordo com o Censo Agropecuário de 2017, os agricultores familiares, como o Francisco, o Valdercir e o Ademir de Brusque, são os responsáveis pela produção de cerca de 70% dos alimentos consumidos no Brasil.

Em média, os pequenos agricultores trabalham em lotes de até dois hectares.

Notícias de Brusque e Região.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.