Mortes no trânsito ainda é um desafio para a PM


O tenente-coronel Otávio Manoel Ferreira Filho, comandante do 18º Batalhão de Polícia Militar com sede em Brusque e que abrange os municípios de Brusque, Guabiruba, Botuverá, Gaspar e Ilhota, apresentou um levantamento que mostra o número de ocorrências atendidas e resoluções de crimes em 2018 na região.

O levantamento foi apresentado à imprensa na tarde de ontem (9) no auditório do batalhão localizado no bairro Santa Terezinha.

Entre os dados apresentados chama a atenção o número de mortes no trânsito. Levando em consideração a microrregião de Brusque (Brusque, Guabiruba e Botuverá) ocorreram 21 óbitos no trânsito em 2018 e foram aplicadas neste ano e foram aplicadas 17.184 multas no trânsito.  O número de mortes é considerado alto segundo o comandante.

Publicidade

Para se ter uma ideia o número é o dobro das ocorrências de homicídios que foi de 9 na microrregião. Falando em homicídios, das ocorrências atendidas, 90% dos casos foram elucidados pela PM.

As metas do Batalhão para 2019 são:

  • Reduzir em no mínimo 20% as principais ocorrências que repercutem na sensação de segurança (Homicídio, Roubo e furto);
  • Aumentar a fiscalização ao tráfico de drogas e ao consumo, consequentemente ao crime organizado;
  • Atendimento de 100% do principal público do PROERD (5º ano) em toda área do batalhão;
  • Aumentar e qualificar o atendimento  da transitolândia;
  • Aumentar e qualificar o atendimento das visitas escolares.

Notícias de Brusque e Região.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.