Dia mundial de combate a Tuberculose é lembrado no próximo domingo (24)

Ações permanentes da Secretaria de Saúde, tentam combater a doença


Neste domingo (24) é celebrado o Dia Mundial de Combate a Tuberculose, doença infecciosa e transmissível, causada por uma bactéria/bacilo que afeta principalmente os pulmões, podendo ainda acometer outros órgãos como ossos, rins e membranas que envolvem o cérebro. A transmissão da doença se dá de forma aérea pela fala, espirros e tosse da pessoa infectada O compartilhamento de roupas, lençóis, copos e demais objetos não transmitem a doença.

Em Brusque em 2017, foram notificados 32 novos casos, e ano passado, foram outras 36 ocorrências da doença. Desde o início de 2019, oito pacientes foram diagnosticados, sendo que 22 encontram-se em tratamento.

Segundo a enfermeira Beatriz Pereira Kuster, do Serviço de Assistência Especializada da Secretaria de Saúde de Brusque, o tratamento para a doença é ofertado de forma gratuita para todos os pacientes, e dura no mínimo seis meses, sendo que nas primeiras semanas é possível verificar sinais de melhoras e diminuição dos sintomas. Porém, é preciso ficar alerta, pois isso não significa a cura total. “A vacina BCG é obrigatória para menores de um ano, pois protege as crianças contra as formas mais graves da doença. A melhor forma de prevenção é fazer o diagnóstico precoce e iniciar o tratamento adequado o mais rápido possível”, comenta. A população carcerária, portadores de HIV/Aids, povos indígenas e moradores em situação de rua, estão mais vulneráveis a contrair a doença.

Publicidade

Na cidade

O trabalho de prevenção em Brusque consiste na capacitação dos servidores da área de saúde. Em 2019, mais de 400 técnicos, agentes e outros profissionais passaram por capacitação para desenvolver ações de vigilância, prevenção e eliminação da tuberculose como problema de saúde pública. Para este ano, estão previstas novos encontros, ampliando a rede de profissionais capacitados.

Tuberculose no Mundo, no Brasil e em Santa Catarina

Estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) prevê 8,7 milhões de novos casos da doença, com 1,4 milhão de mortes em todo o mundo. No Brasil, são notificados por ano aproximadamente 70 mil novos casos, com 4.500 mortes. Já em Santa Catarina o último dado disponível é de 2017, onde 1856 novos doentes foram diagnosticados, gerando uma incidência de 26,7 casos para cada grupo de 100 mil habitantes. Atualmente, no Estado, 71% dos pacientes recebem alta por cura e outros 9% abandonam o tratamento.

Sinais e sintomas da Tuberculose

– Tosse seca ou com secreção por mais de três semanas, podendo ter tosse com pus ou sangue;
– Cansaço excessivo e fraqueza;
– Febre baixa geralmente no final da tarde;
– Suor noturno;
– Falta de apetite;
– Emagrecimento acentuado;

Em caso de dúvida, ou sintoma, o paciente deve procurar orientação na Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua casa.

Notícias de Brusque e Região.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.