Saiba como é um dia da rotina insana de Luciano Hang

Luciano Hang - veio da havan
Luciano Hang. Foto: Anderson Vieira/Olhar do Vale
tag saúde brusque

Luciano Hang é chamado de “véio” nas redes sociais, mas o seu pique é de adolescente. Vamos contar para você o por quê desta frase. Antes, vale destacar que o Olhar do Vale é o segundo veículo de imprensa a acompanhar a rotina do empresário.

Antes, só Roberto Cabrini, na época que estava no SBT, teve essa oportunidade. De acordo com assessoria jurídica de Hang, muitos pedidos são feitos, todos negados.

Era sexta-feira, 12 de fevereiro. Às 7h15, Hang já estava aguardando no Heliponto que fica na sua casa para mais um dia de trabalho. O objetivo deste dia era participar de uma manifestação na cidade de Bauru-SP contra o fechamento do comércio local e da abertura de mais leitos de UTI.

Publicidade

A jornada com o helicóptero era curta, até o aeroporto de Navegantes. Ao lado do coordenador jurídico da empresa, Fábio Roberto de Souza , uma jornalista e uma redatora que cuidam exclusivamente da presença de Hang nas redes sociais e na gestão de conteúdo do empresário e Márcio Hang, diretor de expansão da rede.

luciano hang
O jurídico Fábio Roberto de Souza e Luciano Hang Foto: Anderson Vieira | Olhar do Vale

Em um voo tranquilo, Hang, vai admirando a beleza das cidades por onde o Helicóptero passa. “Olha como Itajaí é bonita, olha lá o Beto Carrero”.

Chegando ao aeroporto, é hora de pegar o seu jato particular, um Learjet 45 de até nove lugares. Dois seguranças o esperavam. Não demorou muito para a conversa mudar. Durante o trajeto, o trabalho tomou conta. Por ele passa a análise de tudo que vai para as redes sociais.

Política, economia, intercalando com frases de efeito que o próprio Hang cita: “Eu gosto dessas frases”, afirmou na conversa.

Na chegada a Bauru é recebido pela imprensa local. O Olhar do Vale transmitiu ao vivo a coletiva, que já viralizou nas redes sociais. Uma van aguardava ele e a equipe com destino à Havan da cidade. Antes de entrar na loja, Hang vai até o pátio e orienta o diretor de expansão sobre a ampliação da loja em Bauru.

Na chegada, é saudado por funcionários com o grito de guerra da empresa, fotos e fotos.

O primeiro compromisso oficial foi uma coletiva de imprensa no Sindicato do Comércio, aonde discursou sobre a manifestação que ocorreria no período da tarde e foi entrevistado por mais veículos de imprensa. O tom do discurso é inflamado com críticas ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB) que decretou o fechamento do comércio. ” A justiça está sendo usada como puxadinho do governo de São Paulo”, afirmou.

Aliás a oratória de Hang é algo a se analisar. Hang é dono de discursos entusiasmados e de volume alto, em alguns momentos usa frases de efeito para motivar ou para expressar seu ponto de vista.

Celebridade?

Com cerca de 3, 5 milhões de seguidores só no Instagram. A pergunta que ficava no ar era: Será que este número de seguidores mostra realmente o quão popular é o empresário? A resposta é sim. Após a coletiva de imprensa no Sindicato, Hang se dirigiu ao centro da cidade aonde caminhou no comércio local.

Algumas empresas com a porta fechada, outras funcionando com uma fita impedindo a entrada das pessoas.

“Vai pra presidente Hang”, gritava um, outra pessoa se emocionou ao tirar uma foto com o empresário.

No meio desse mar de gente que o apoiava e parabenizava, duas pessoas o confrontaram com xingamentos. Ele aplaudia.

Gentil, parava para pedidos de foto. Conversava com os empresários. “É sempre assim? Perguntou o Olhar do Vale sobre o assédio das pessoas. “É sempre assim!”, respondeu o jurídico da empresa.

Hang é visto como uma celebridade por crianças e adultos, jovens e idosos.

O encontro com Dona Maria

Dona Maria Bauru
Hang encontra Dona Maria. Foto: Anderson Vieira/Olhar do Vale

Durante a caminhada, uma idosa, cabelos brancos de bengala, acelera seu passo para ir atrás do empresário. Percebendo, ele para, recebe a mulher e senta em um banco com ela. A mulher é dona Maria, de 64 anos, ela tem uma barraca que vende cocadas há mais de 30 anos.

Dona Maria desabafa, diante da filmagem da equipe de Luciano: “Doria (governador de SP), estou com meu aluguel atrasado, sem mercadoria na minha barraca porque você está fazendo isso com os pobres? Eu dependo do povo da rua. Eu não sou aposentada ainda, Doria. Por favor, ajuda eu, para com esse negócio de abrir e fechar a cidade. Eu dependo do povo”, fala ela, emocionada.

A situação de Dona Maria é lamentável, com um irmão deficiente, ela estava sem estoque para vender e dependia também do fluxo de pessoas para poder vender o pouco que tinha . No final, Luciano conhece a barraquinha de Dona Maria e a ajuda financeiramente, gerando comoção em todos que presenciavam a cena, inclusive deste jornalista.

Se é midiático ou não, aqui não cabe fazer o julgamento. O fato é que, sensibilizado, Hang ajudou essa senhora e resolveu o seu problema enquanto muitos virariam as costas.

Após a caminhada, Hang passou de van e já viu a barraquinha da Dona Maria cheia de produtos. Um exemplo de honestidade desta senhora.

Após esse momento. Pausa para um almoço oferecido pelo Sindicato. Geralmente, segundo sua equipe, ele nem para para almoçar.

A manifestação

A manifestação em que Hang participou se deu no pátio da sua loja e reuniu lideranças políticas locais e regionais em ato contra a decisão do governador João Doria em fechar o comércio.

Bauru está com 98% dos leitos Covid ocupados e a prefeita local Suéllen Rosim se desentendeu com o governador de SP após ser chamada de “negacionista e “vassala de Bolsonaro” por Doria. Bauru está na fase vermelha e por isso o governo de SP decretou o fechamento do comércio.

Hang entende que a economia não pode ser prejudicada e por isso engrossou o coro contra a atitude do governo estadual.

Após a manifestação as rodovias próximas a Loja foram fechadas por funcionários e populares.

O empresário discursou para a multidão em cima de um guard hail, sempre com os seguranças do lado.

Luciano Hang em Bauru
Hang motiva sua equipe em Bauru. Foto: Anderson Vieira/Olhar do Vale

Ao fim, a volta para Brusque, mas antes uma paradinha para discursar para os funcionários dentro da Havan. Ao final ele pediu para que não fosse abordado individualmente para tirar fotos, pois precisava ir embora, mas teve jeito? Não teve.

Uma das funcionárias, insistiu tanto pela foto que já na van ele teve que ceder, ganhou um beijo no rosto. “Não vou mais lavar o rosto”, brincou a colaboradora. Também teve um pedido de uma empresa que existe há dois anos para prestar serviço para o empresário. Ele prometeu analisar.

Energia de adolescente

Véio da Havan, sim ele é chamado assim, mas sua energia e vitalidade podem ser comparadas com a de um adolescente. A volta para Brusque, aonde principalmente este repórter, que nunca acompanhou sua rotina até então, estava entregue pelo cansaço, ainda iria descobrir que após chegar o empresário ainda iria para sua loja.

Eram 18h quando o helicóptero pousou em sua residência. E aí depois de um tempo, um dos stories (vídeos curtos na rede social) no Instagram do empresário denunciava que o trabalho não acabou. Era ele de patinete no centro administrativo da Havan. “Eu adoro isso aqui”, dizia ele nos stories.

Hang discursa em cima do guard rail da rodovia. Foto: Anderson Vieira/Olhar do Vale

O cansaço físico é normal, mas mesmo após ter a careca praticamente fritada pelo sol e ter feito vários discursos ao longo do dia, sua energia ainda estava em um alto nível comparado até a grandes treinadores motivacionais do mundo.

Fruto de preparação física, sim, mas também fruto de paixão. Já que Hang gosta de frases de efeito. La vai uma , do personagem Mestre Miyague do filme Karatê Kid: “O homem que trabalha por paixão é mais rico do que o homem que trabalha por dinheiro”.

Confira em imagens a rotina do empresário:

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.