Que bom que há gente diferente

tag saúde brusque

Em tempos de mercantilismos, de aparentar (não é mais nem do ter) em substituição ao ser, vemos alguns exemplos que nos fazem crer que viver e, viver com dignidade, ainda vale a pena. Esta semana dois exemplos chamaram-me a atenção e me fizeram refletir sobre a vida e suas contradições.

A imagem do Presidente do Uruguai em um ambulatório médico, na capital uruguaia, aguardando atendimento médico junto com as demais pessoas é surpreendente. Poderíamos dizer que é demagogia, que é um populista aproveitando-se da ingenuidade do povo. Mas, quando analisamos a vida do Sr. Jose Mujica vemos que isso faz parte de seu jeito de ser. Vive e mora no sítio que utilizava antes de ser eleito presidente da república, doa parte de seu salário para instituições uruguaias que cuidam dos menos favorecidos, negou-se a habitar o palácio residencial, foi guerrilheiro e preso político por vários anos de sua vida. Enfim um homem que vive de acordo com sua consciência.

Se fizermos uma analogia pela América do Sul e Caribe, veremos queoutros que viveram situações similares ou nem tanto, estão milionários e vivem como milionários. Os exemplos pululam, principalmente, em “Terra Brasilis”.

Publicidade

Gracias, Presidente Mujica, por nos mostrar que nem tudo tem preço!

O outro exemplo vem do Mato Grosso do Sul. Um agricultor ganhou em um sorteio da loteria (uma das tantas que existem no país) um prêmio considerável. Declarou que não pretende mudar de vida, que pretende continuar a morar em seu pequeno sítio, mantendo seus hábitos e costumes e, vejam só, doar parte do que ganhou a hospitais da região em que vive.

Para muitas pessoas que lerão este despretensioso artigo, este cidadão não regula bem da cabeça. Ora, vá passear, viajar, comprar carro novo, morar em um grande centro, curtir a vida. Que bom que somos diferentes, que pensemos diferente, que ajamos de forma diferente.

São atitudes como estas, do presidente ao agricultor, que nos mostram que, ainda, é possível acreditar em uma humanidade melhor. Enquanto existirem pessoas assim teremos uma chance de sermos melhores. Basta seguir os exemplos.

Há um exercício que algumas pessoas praticam no final do ano e que merece ser contado. “Sobre uma mesa coloque várias notas de dinheiro e, pergunte ao seu eu interior: Quem manda em que quem?” A resposta é sua, somente sua!

 

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.
Olhar do Vale

O Olhar do Vale é um jornal digital que traz notícias de Brusque, Guabiruba, Botuverá e  região do Vale do Itajaí.

Somos um portal de notícias dedicado aqueles que buscam informação de qualidade,  jornalismo com verdade.