“Coloco minhas mãos no fogo pelo prefeito”, afirma Dr. Celso


Esta foi uma das declarações dadas pelo atual presidente da Câmara Municipal de Brusque, o médico Celso Emydio  da Silva (DEM) em entrevista coletiva realizada na tarde desta segunda-feira (3) na sede do legislativo brusquense.

O objetivo da coletiva foi apresentar à imprensa os números do trabalho dos vereadores neste ano de 2018.  Além desse levantamento, outros assuntos foram tratados. Confira os números divulgados pela Assessoria de Imprensa da casa:

Publicidade

Sobre os números apresentados, o presidente avaliou que a produção foi positiva e fez também uma avaliação sobre os dois anos que está à frente da presidência, mandato que se encerra esse ano já que no dia 18/12 haverá a eleição para o novo presidente da casa. “Houve a um amadurecimento dos parlamentares onde se chegou a conclusão que o nosso papel aqui é de proporcionar o bem-estar social e que a câmara deveria apoiar todas iniciativas que fossem em prol da população. Isso é pra mim um motivo de alegria. Não se viu aqui individualismo, picuinhas. Isso mostra um Câmara madura, houveram poucos ataques pessoais. A Câmara produziu muito para com o nosso município”, relata.

De acordo com o presidente, a prefeitura de Brusque procurou cumprir os pedidos dos vereadores no que diz respeito aos pedidos dos vereadores.

O presidente também elogiou os servidores da casa. “Eles compõem um grupo seleto que tem motivação para o trabalho”.  Elogios também para a mesa diretora da Câmara que,segundo o presidente, atuou de forma imparcial, mesmo em um período eleitoral em que vários vereadores foram candidatos.

Eleição da nova mesa diretora

No  dia 18 de dezembro (terça-feira) os parlamentares elegerão a nova mesa diretora da Câmara Municipal, ou seja, presidente, vice e secretário. Também escolherá os presidentes e membros de comissões da casa. A Votação será aberta. De acordo com Dr. Celso, há um acordo feito por um grupo suprapartidário com nove vereadores, ou seja, vários partidos, para a eleição do nome do peerrepista Paulinho Sestrem. “Esse acordo foi firmado e acredito que deva prevalecer e o próximo presidente deverá ser o Paulo Sestrem”, afirma o presidente.

Indagado sobre se o acordo pela presidência  seria realmente mantido, o médico respondeu que ” Faz dois anos que tivemos esse acordo e nós não somos seres infalíveis, tudo leva a crê que deva ser cumprido, mas de repente alguém que esteja insatisfeito com alguma coisa que a gente não saiba possa justificar e não cumprir o acordo”, afirma.

Dr. Celso deixou um conselho para o próximo presidente: “Eu espero que o próximo presidente tenha humildade. Essa é uma posição de destaque, mas não é um pedestal. Que seja um indivíduo humilde e pensa no bem de todos. Transparência, sinceridade e verdade e que tenha um papo reto, sem artificialismo”.

Função do vereador

O Olhar do Vale também questionou o presidente sobre a função do vereador. Afinal de contas, os vereadores são eleitos para fiscalizar os trabalhos da prefeitura.  Dr Celso, respondeu dessa maneira:

” Os mecanismos que o vereador tem de avaliação são várias. Por exemplo: Tivemos a comissão de saúde que visitou todos os postos de saúde, os vereadores visitam todas as escolas. A fiscalização orçamentária nós dependemos da fiscalização do Tribunal de Contas  quando a gente faz a votação das contas do prefeito, por que a contabilidade pública é difícil de entender, outra forma quando a gente tem dúvida são os pedidos de informação que o vereador envia para a administração municipal e os requerimentos para trazer os secretários ou o próprio prefeito para falar na Câmara”.

“Coloco as mãos no fogo pelo prefeito”

Ainda em resposta sobre a fiscalização dos vereadores aos trabalhos da prefeitura, o presidente da Câmara acredita na idoneidade do prefeito Jonas Paegle. “Eu o conheço muito bem e é uma pessoa muito correta e a pregação dele dentro do governo é de correção o cuidado especial com o dinheiro público. O executivo tem feito inúmeras obras e a câmara tem ajudado.

A obra de prolongamento da beira-rio é uma delas. Trabalhamos hoje com pessoas que são bem intencionadas e são corretas.  A partir do momento que tiver uma denúncia a câmara vai investigar, como já aconteceu a formação de CPI´s por exemplo.

Você pode afirmar que eu coloco a mão no fogo pelo prefeito. Posso até me queimar, mas acho ele uma pessoa idônea e correta. Nós temos que acreditar que temos pessoas corretas”, finaliza.

 

Texto: Anderson Vieira

                                                                                                Foto: Câmara Municipal 

 

 

 

Notícias de Brusque e Região.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.