Paróquia São Luís Gonzaga dá início às celebrações de Primeira Comunhão


A Paróquia São Luís Gonzaga deu início na manhã de sábado, 17 de outubro, às celebrações de Primeira Comunhão às 355 crianças que se prepararam para receber o sacramento, através da Iniciação à Vida Cristã. De acordo com o pároco, padre Diomar Romaniv, as celebrações seriam realizadas no mês de maio, porém, precisaram ser adiadas diante da pandemia da Covid-19.

Agora, com a autorização da Arquidiocese de Florianópolis e a liberação para aumento da capacidade da igreja em receber mais pessoas, a Paróquia pode remarcar as celebrações que tiveram início no sábado e seguirão por mais duas semanas, até o início do mês de novembro. “Da nossa parte, como coordenação da catequese, nos organizamos, dividimos em grupos menores para acolhermos as crianças e seus convidados nas celebrações, cada comunidade com sua realidade de espaçamento, respeitando claro o distanciamento, o uso do álcool e as máscaras. Nosso propósito é que as celebrações sejam profundas, simples, cheias de espiritualidade e que seja um momento marcante na vida não só das crianças, mas também da Paróquia”, revela o padre.


No primeiro dia de celebrações, foram realizadas duas missas na Igreja Matriz nos períodos da manhã e da tarde, e missas em três comunidades. As celebrações de Primeira Comunhão tiveram sequência no domingo, 18, em mais cinco comunidades.

Publicidade


Durante a celebração, as crianças sentaram com seus pais, padrinhos e familiares, sendo acolhidas por toda igreja em oração, ocasião em que ficou perceptível o quanto cada menina e menino aguardavam por aquele momento, em seus dois anos de caminhada de aprendizado catequético. “Celebrar a Eucaristia no tempo de pandemia também é uma graça, é uma bênção, é um sinal da presença do amor de Deus, que nos envolve em todos os momentos. É Ele que se dá a cada criança, a cada um de nós como alimento de vida. É Ele que também nos convida a acolhê-lo em nossa vida. E a resposta positiva dos pais para isso, nos deixou muito felizes, de perceber que a festa social e outras coisas, são menos importantes que a celebração da Eucaristia, a recepção do sacramento. Receber Jesus é o melhor que pode acontecer para cada um de nós, para essas crianças, independente do contexto histórico que estamos vivenciando. Da minha parte como padre, como pároco, me sinto muito feliz, agradecido a Deus por podermos realizar este momento de celebração de Primeira Comunhão no meio de uma pandemia, o que será histórico, mas que expressa muito desse sentido de desejo de Deus. Quero agradecer aos catequistas que também realizaram a catequese neste período de maneira diferente, aproveitando os tantos meios que hoje nós temos, para se comunicarem. Independente se usamos do celular, computador, áudios, mensagens, vídeos, o Espírito Santo tocou a vida de cada criança”, ressaltou padre Diomar.
A coordenadora da catequese da Paróquia São Luís Gonzaga, Grasiele Dalbosco de Oliveira, revela que 34 catequistas receberam a missão evangelizadora de trabalhar com as 355 crianças no período de Iniciação à Vida Cristã e que a realização das celebrações é motivo de alegria a cada um deles. “Que final de semana especial para nós, para as crianças e famílias! Depois de tantas incertezas chegou o primeiro de grandes dias que vamos viver, podendo acompanhar nossos catequizandos recebendo o sacramento. Fica minha gratidão e orgulho a todos os catequistas, que no meio dessa pandemia se reinventaram para continuar a levar Jesus para nossas crianças e adolescentes. Como é bom servir a Deus quando temos amigos que abraçam a mesma causa”, frisou emocionada.


Durante a homilia, padre Diomar enfatizou a missão entregue a cada criança, a partir daquele momento. “Talvez vocês pensam que neste dia da Primeira Comunhão é só Jesus quem dá sua vida para vocês. Mas na verdade, são vocês quem estão dando sua vida para Jesus morar e para que vocês o levem onde forem e com quem estiverem, como uma âmbula. Olha que bonito e que responsabilidade: levar Jesus para os lugares e as pessoas que vocês encontrarem”.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.