Movimento o Sul é Meu País participa dos protestos contra Dilma


O SUL É MEU PAÍS
Foto: Wilson Schmidt Junior –

Brusque ­– O movimento separatista O Sul é Meu País também esteve presente na manifestação que reuniu milhares de pessoas em Brusque, neste domingo (15). Munidos de faixas, bandeiras do grupo e distribuindo centenas de adesivos, os simpatizantes da ideia também expressaram o seu descontentamento com o governo liderado pela petista Dilma Rousseff.

De acordo com o ex-presidente do movimento e integrante influente de O Sul é Meu País, Celso Deucher, a presença dos militantes nos protestos foi uma maneira de trazer à tona a discussão do separatismo sem, necessariamente, participar diretamente do ato contra Dilma. “Cada cidadão tem a obrigação de participar exatamente porque é uma maneira de mostrar que não estou contente com o que está acontecendo no país”, afirma.

A principal causa da indignação, ainda segundo Celso, seria, conforme suas palavras, “a roubalheira que tomou conta, aquela história de que ninguém sabe de nada”.

Publicidadeessências florais

A maneira de governar também foi um dos assuntos abordados por Deucher durante entrevista concedida para Olhar do Vale (ODV). “É um ato de desagrado a esta forma de governar, a este jeito de governar que está cada dia mais empobrecendo a população e, também, cada dia mais tratando como animais, na verdade. O que o governo central quer é que vamos aos supermercados ganharmos ração como animais. É o que ocorre em Cuba, é o que ocorre na Venezuela e em outras partes do mundo se esse tipo de política de Estado continuar vigente”, finaliza.

por Wilson Schmidt Junior

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.