Médicos do Samu descartam paralisação


SAMU
Foto: Secom Prefeirura de Brusque – Brusque

Os médicos de Brusque e do resto de toda Santa Catarina, que prestam trabalho para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, descartaram paralisação da categoria, após reunião da classe em Florianópolis, na noite desta quarta-feira (12). Apesar de manter o discurso de insatisfação por conta do não atendimento de suas reivindicações por parte do órgão que administra o Samu no Brasil, enviadas em agosto, os profissionais da saúde optaram por outras providências.

Relembre: “Médicos do Samu podem entrar em greve”

E a decisão foi a de o Sindicato dos Médicos de Santa Catarina (Simesc) representar juridicamente contra a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM). Alegando descaso com as reivindicações, a entidade sindical irá notificar o órgão paulista na Delegacia Regional do Trabalho. Além disso, uma reunião entre as duas organizações deverá garantir que a pauta entre nas discussões de 2015 para que, enfim, sejam atendidas.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.