Governador diz que retomada de aulas e transporte será analisado pelos municípios

Porém ainda não há data definida para o retorno dessas atividades.

Foto: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Carlos Moisés apresentou em Joinville, durante reuniões com prefeitos e empresários, o cenário e as ações de enfrentamento à Covid-19 em Santa Catarina. E disse que as decisões de combate ao novo coronavírus desde medidas de restrição até o retorno de atividades vão passar a ser divididas entre as regiões.

A partir de 1° de junho será utilizada uma ferramenta de gestão de dados sobre a doença, que permitirá aos municípios analisar as possibilidades para flexibilizar a quarentena. A circulação de ônibus, as aulas e eventos, por exemplo, que estão proibidos, também estarão incluídos no pacote. Ainda não há data definida para o retorno dessas atividades.

O compartilhamento da ferramenta tecnológica com dados e informações sobre o trabalho no estado vai permitir medidas regionalizadas a partir da situação em cada município.

PublicidadeAGÊNCIA DE MARKETING DIGITAL EM BRUSQUE

Com a operacionalização da plataforma a partir de 1º de junho, o Estado avança na estratégia de gestão compartilhada de enfrentamento da pandemia. “Cada gestor vai poder olhar para os números do seu município, da sua região e tomar a melhor decisão. Diante de uma doença ainda tão desconhecida e imprevisível, temos que trabalhar de forma responsável com a ajuda da inteligência e da ciência”, apontou o governador.

Diálogo com os municípios 

Carlos Moisés também reforçou o pedido de união. “A sociedade espera essa demonstração de todos nós. Até aqui, as decisões foram acertadas e o momento pede que o nosso esforço continue para manter os resultados positivos que conquistamos. Nosso único inimigo agora é o coronavírus e proteger a vida das pessoas tem que ser nosso objetivo comum”, completou o governador Carlos Moisés.

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, alertou para a projeção de um cenário com aumento dos casos e reforçou a importância do trabalho que o Estado vem fazendo na estruturação de leitos de UTI em todas as regiões. “Queremos garantir uma média segura de leitos por habitante lembrando sempre que a participação responsável de cada cidadão nas ações de prevenção é fundamental em todo o tempo”, reforçou o secretário.

Anfitrião do encontro, o presidente da Associação Empresarial de Joinville (Acij), João Joaquim Martinelli avaliou como positivo o movimento de aproximação do Governo do Estado com segmentos da sociedade civil organizada. “O diálogo sempre aponta para soluções mais eficientes. É o momento de todos contribuirmos para que Santa Catarina supere mais este desafio”, reiterou Martinelli.

Participaram do encontro o chefe da Casa Civil, Amandio João da Silva Junior, o secretário executivo de Assuntos Internacionais, Derian Campos, o secretário executivo de Comunicação, Gonzalo Pereira, assim como o prefeito de São Francisco do Sul, Renato Gama Lobo, Emanuela Wolf, chefe de gabinete do prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Aleixo Lunelli, e os presidentes das associações empresariais de Jaraguá do Sul (Acijs), Luis Hufenüssler Leigue, e de São Francisco do Sul, Bruno Cezar Gama Lobo. Os deputados Vicente Caropreso e Fernando Krelling também estavam na reunião.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.