Vara Comercial e OAB Brusque celebram conclusão da digitalização de processos físicos


A conclusão da digitalização dos processos físicos em trâmite na Vara Comercial de Brusque, foi celebrada com direito a bolo personalizado e confraternização, na tarde de quarta-feira, 19 de dezembro, pela equipe da Vara Comercial e por colaboradoras e advogados da OAB Brusque.

A juíza da Vara Comercial, Dra. Clarice Ana Lanzarini explicou que a digitalização dos processos físicos é uma meta do Tribunal de Justiça, que visa maior celeridade dos trâmites. “O objetivo é tornar os atos praticados pelo cartório mais rápidos, assim como o andamento dos processos. Esse trabalho foi concluído agora no final do ano, e esperamos que em 2019, possamos ver o reflexo dessa iniciativa. Foi uma ação que iniciou em 2014 e foi sendo feita paralelamente às outras demandas do cartório, sem comprometer nenhuma atividade. Esse trabalho foi liderado pelo chefe do cartório, Ademir, que motivou os demais servidores a colaborarem e foi um dos maiores responsáveis por essa conquista. Por isso, agradeço muito a todos que ajudaram. A partir de agora, a Vara 100% digital vai facilitar a vida de todos os atores envolvidos nesse cenário, desde o juiz, escrivão, jurisdicionado, aos advogados. Esse selo 100% digital representa muita dedicação, zelo e eficiência. São poucas as unidades que o possuem. E não podemos deixar de destacar que a OAB Brusque foi nossa parceira e auxiliou na digitalização de cerca de 35% dos processos físicos que foram digitalizados. Se não tivéssemos contado com o apoio da OAB, ainda não seríamos uma Vara 100% digital”, salientou Dra. Clarice.

O presidente da OAB Brusque, Dr. Renato Munhoz, declarou ser uma satisfação para a entidade acompanhar a conclusão do trabalho de digitalização na Vara Comercial da Comarca de Brusque. “No ano passado, nós lançamos essa ideia pioneira em todo o Estado de Santa Catarina, de fazer uma parceria entre a OAB e o Poder Judiciário, onde disponibilizaríamos nossas colaboradoras para viabilizar a digitalização dos processos físicos. Conversamos com diversos juízes da Comarca e a Dra. Clarice, assim como a Dra. Iolanda, se mostraram bastante receptivas e abraçaram a ideia de pronto. Da mesma forma, o Ademir, titular da secretaria da Vara Comercial, que é um entusiasta da informatização dos sistemas do Judiciário e que participou da instalação do programa que é disponibilizado em todas as Comarcas do Estado, o SAJ, também acolheu a ideia e logo disponibilizou equipamentos e material humano para fazer o link entre a sala da OAB e o Poder Judiciário. Foi um conjunto de fatores que envidaram seus melhores esforços naquela oportunidade para que isso se tornasse realidade. Nossas colaboradoras tiveram um pouco de resistência no começo, pois achavam que seria muito difícil, mas logo se adequaram à nova rotina. E hoje vemos o resultado dessa soma de esforços. Foi uma ação pensando em melhorar a prestação jurisdicional e agradeço o empenho das colaboradoras Marcia e Gláucia que foram responsáveis pela digitalização de cerca de 35% de todos os processos físicos da Vara Comercial, que agora se transforma na primeira Vara da Comarca de Brusque, com 100% dos processos em andamento, tramitando de forma digital. Essa conquista vem a beneficiar toda a sociedade brusquense. E no próximo ano, nossa pretensão é colocar a OAB Brusque à disposição dos juízes que num primeiro momento, não acolheram essa ideia, para então, fazermos um trabalho conjunto com as demais Varas da Comarca de Brusque, em prol de tornar toda a Comarca 100% digital”, declarou Dr. Renato.

Publicidade

Para o chefe do cartório da Vara Comercial, Ademir Luiz Tognon, a sensação é de dever cumprido. “Iniciamos a digitalização na Vara Comercial em 2014, quando tínhamos aproximadamente dez mil processos físicos tramitando. Foi sendo feito um trabalho gradual que conseguimos concluir no final do mês de novembro deste ano. Tivemos a colaboração de todos os servidores do cartório, como da assessoria, principalmente dos estagiários, que nos ajudaram bastante e chegamos agora numa nova era, onde passamos a trabalhar com todos os processos de forma digital. A OAB nos ajudou bastante, principalmente, nos processos relacionados à falências e recuperações, como o processo de falência da Buettner, Renaux e Schlösser, que têm um grande volume de páginas. Com o tempo alguns processos foram sendo concluídos e extintos, e no total foram digitalizados 6.500 processos físicos”, complementou Ademir.

Além da presença dos servidores do Judiciário e da OAB Brusque, da juíza Dra. Clarice Lanzarini e do presidente da OAB Dr. Renato Munhoz, o ato que celebrou a conclusão da digitalização, contou com a participação dos advogados Dr. Anderson Petruscky, Dr. Luis Gustavo de Santana e da advogada Dra. Jordana Staack Ristow.

Notícias de Brusque e Região.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.