“É possível deixar nas mãos da população a responsabilidade de se cuidar?”, questiona Marlina

Vereadora protocolou PL que obriga Prefeitura a divulgar o número de infectados na rede municipal de ensino

Vereadora Marlina Oliveira Schiessl, em pronunciamento na tribuna da Câmara. Foto: Aline Bortoluzzi/Imprensa Câmara Brusque.
tag saúde brusque

Na sessão ordinária da terça-feira, 23 de fevereiro, Marlina Oliveira Schiessl (PT) falou sobre o avanço da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) em Brusque.

Ela destacou o recente alerta dado pelo o secretário municipal de Saúde, Osvaldo Quirino de Souza, em pronunciamento numa rede social, sobre a iminência de “agravamento profundo” da pandemia e a expectativa de colapso do sistema nacional de Saúde: “Chamou a atenção a fala do secretário de que vagaram dois espaços na UTI [unidade de terapia intensiva] porque houve dois óbitos”, observou a parlamentar.


“No Brasil, o tempo todo se fala somente de três elementos: uso da máscara, álcool em gel e distanciamento social, e que a grande problemática da Covid-19 é gerar um colapso no sistema de Saúde. Não quero pregar o lockdown, porque sei o quanto as pessoas estão precisando trabalhar e que as mulheres estão saindo do trabalho e optando por ter menos renda, menos poder de compra, para poder cuidar de seus filhos. Mas quando vejo uma situação de colapso, preciso colocar novamente o valor da vida em primeiro lugar”, prosseguiu.

Publicidade


A orientação do secretário e do prefeito Ari Vequi (MDB) neste momento – continuou a oradora – é fazer justamente o que tem sido recomendado há cerca de um ano: usar máscaras, álcool em gel e manter o distanciamento social. O Executivo anunciou ainda que evitará o fechamento do comércio e de outras atividades.

Depois de exibir no telão do plenário cenas de aglomeração no estabelecimento brusquense chamado Fla Brusque, Marlina refletiu: “Sei do cansaço que estamos vivendo, contudo, é possível deixar nas mãos da população a responsabilidade de se cuidar? Faço-me essa pergunta a todo momento”.

Divulgação de infectados na Educação
Ela anunciou, por fim, o protocolo do Projeto de Lei Ordinária nº 17/2021, de sua autoria, que dispõe sobre a divulgação do número de pessoas infectadas por Covid-19 na rede municipal de educação. “O que se deseja com isso é a transparência. O direito do pai e da mãe saberem o número de infectados para que possam tomar com mais consciência a decisão de enviar ou não os filhos à escola”, afirmou.
Em aparte, o líder do governo na Câmara, Nik Angelo Imhof (MDB) cogitou que a secretária municipal de Educação, Eliani Aparecida Busnardo Buemo, deve ser solícita à proposta constante do projeto de lei.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.
Olhar do Vale

O Olhar do Vale é um jornal digital que traz notícias de Brusque, Guabiruba, Botuverá e  região do Vale do Itajaí.

Somos um portal de notícias dedicado aqueles que buscam informação de qualidade,  jornalismo com verdade.