Dia de Responsa: Ambev defende moderação e assume compromisso de ajudar 2,5 milhões de brasileiros a reduzirem o consumo excessivo de álcool

Ainda que pesquisa aponte menos episódios de embriaguez durante a quarentena, a companhia estipula nova meta para ajudar as pessoas a beberem com moderação


A Ambev está em uma jornada de consumo consciente há mais de 20 anos. Nesse período, abriu discussões sobre o consumo responsável só para maiores de 18 anos, assim como atuou em parcerias de segurança viária. Agora, a companhia mira uma jornada com foco na moderação. Em seu tradicional Dia de Responsa, para conscientizar cada vez mais o consumidor sobre a importância das escolhas saudáveis, a Ambev está anunciando uma meta, de ajudar 2,5 milhões de brasileiros a reduzirem o consumo excessivo de álcool até 2022, além de lançar uma plataforma de moderação que coloca o consumidor como centro da mudança do comportamento.

De acordo com pesquisadores, a melhor maneira de se trabalhar o consumo prejudicial do álcool é através da identificação do nível de consumo de uma pessoa e a partir disso, ensiná-la e motivá-la a beber de maneira moderada. Por isso, o maior objetivo da companhia sobre a moderação é de incentivar que as pessoas entendam o quanto o autoconhecimento e autocontrole em relação a bebida são as principais soluções para um consumo consciente.

Recentemente, a Ambev também contratou a empresa Toluna para realizar uma pesquisa de mercado que busca entender as mudanças nos hábitos de consumo de álcool dos brasileiros durante a quarentena. De acordo com o estudo, o consumo excessivo de álcool em um curto período, prática conhecida como BINGE e que pode trazer efeitos de embriaguez, caiu durante o isolamento social no Brasil. O levantamento, realizado em julho, mostrou que a maioria dos brasileiros disse não ter aumentado o consumo de álcool no período da quarentena: 30% reduziram o consumo de bebidas alcoólicas e 41% disseram ter mantido os mesmos hábitos, sendo que 42% dos brasileiros estão controlando as bebidas alcoólicas como um novo hábito de saudabilidade, enquanto 65% disseram ter bebido menos para cortar gastos.

Publicidadeessências florais

Unindo os resultados da pesquisa com a atual bandeira de consumo moderado, a companhia escolheu o Dia da Responsa para reforçar a importância da moderação e para fazer o anuncio da meta de ajudar 2,5 milhões de brasileiros na redução do consumo excessivo de álcool até 2022, onde a companhia quer, junto aos brasileiros, construir uma cultura cada vez mais saudável, não somente durante a quarentena, mas para a vida toda. “Não temos interesse no lucro proveniente do consumo indevido dos nossos produtos. Esperamos que essa próxima etapa da nossa plataforma de consumo responsável tenha um grande impacto social positivo, pois queremos ajudar as pessoas a conhecerem seus limites e reduzirem o excesso no consumo de álcool”, Anna Paula Alves, responsável pela área de Consumo Inteligente da Ambev.

Para buscar esse compromisso, a companhia desenvolveu uma Plataforma de Moderação, que tem como objetivo servir como ferramentas de ensino para que as pessoas compreendam suas relações com o álcool a partir de cinco comportamentos, sendo eles: (I) autoconhecimento, (II) contar doses, (III) planejar o consumo, (IV) hidratar-se e (V) diversificar o consumo. A partir dessas alavancas, a Ambev espera estimular que os brasileiros consumam bebida alcoólica de forma consciente como uma escolha de vida saudável.

A Plataforma de Moderação terá teste online de autoconhecimento e reflexão, que ajudam os consumidores a entenderem seus hábitos para ter um consumo moderado de bebida alcoólica. Serão perguntas sobre frequência de consumo, doses e efeitos no corpo, que indicam um nível de risco para cada padrão de consumo junto com orientações de especialistas para cada resultado. O teste e mais informações sobre o consumo moderado de álcool estão disponíveis no endereço: Ambev.com.br/consumoresponsável

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.