Pelznickelplatz atrai cerca de 8 mil pessoas no primeiro fim de semana

Foto: Soc. Pelznickel

“É incrível, é diferente de todos os natais que já vivenciei, porque é algo muito acolhedor e contagia todo mundo”, diz a jornalista Karla Pereira, de Itajaí, que esteve em Guabiruba pela primeira vez e visitou a sétima edição da Pelznickelplatz, evento organizado pela Sociedade do Pelznickel, que exibe aos visitantes vários personagens da cultura natalina germânica como a Christkindl, São Nicolau, o Farmhand, o Sackmann e a atração principal: o temido Pelznickel. Cerca de oito mil pessoas passaram pelo local no primeiro fim de semana.

Os cenários da Pelznickelplatz são repletos de símbolos e luzes natalinas, entre eles o presépio vivo, com atores representando o nascimento de Jesus, interpretando Maria, José, pastores e reis magos. As crianças e até adultos podem escrever uma carta com seus pedidos ao papai-noel. E os visitantes podem adotar as cartinhas, caso se interessarem. Enquanto aguardam para entrar na casa, grupos musicais e artistas locais distraem e envolvem o público.

Mas nem tudo são doces, flores e música. Após passar pelo caminho dos personagens natalinos e conhecer a Pelznickelplatz, o som que se ouve surge dentre as árvores e logo aparecem os temidos Pelznickels. O presidente da Sociedade Pelznickel, Fabiano Siegel, transforma-se em Sakmann e diz que as pessoas procuram o local para vivenciar as tradições natalinas mais antigas. “Antes desfilávamos em outras cidades, mas então trouxemos a casa pra cá para que as pessoas visitassem Guabiruba”, explica.

Publicidade

Siegel conta que a sociedade já tem 60 pessoas que se revezam na organização do evento e neste momento do ano possui a ajuda de voluntários e o apoio da Prefeitura de Guabiruba.

Presente na abertura da casa, o prefeito Matias Kohler destacou a importância da Pelznickelplatz para Guabiruba. “Além de ser um resgate das tradições do passado, simboliza um elemento de construção de um segmento como o turismo, atraindo pessoas para a cidade”, ressaltou ele, recordando do personagem nas diferentes fases de sua vida. “Quando eu era criança, minha preocupação era poder me apresentar de consciência tranquila ao Pelznickel. Já na minha juventude incorporei o personagem algumas vezes”, lembra.

Ao final do percurso, os visitantes podem contribuir para a Sociedade Pelznickel comprando pequenas lembranças, além de comida e bebida. Ao lado, também há a Minicidade que pode ser visitada.

Se você ainda não passou por lá, ainda dá tempo:

Pelznickelplatz

Rua Nicolau Schaefer, bairro Imigrantes

Sexta, 14/12, das 19h às 23h
Sábado, 15/12, das 19h às 23h
Domingo, 16/12, das 17h às 21h
Desfiles: 23/12 no Presépio Vivo, 24/12 pelos bairros de Guabiruba

Notícias de Brusque e Região.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.