Crianças voltam a receber o sacramento do Batismo


Eles já estão mais grandinhos do que de costume. No lugar de breves choros, alguns já conseguem imitar o som de um caminhão. O sacramento do Batismo, que muitas famílias planejam celebrar entre o primeiro e quinto mês de vida da criança, foi atrasado em 2020, por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). É o caso do pequeno Lucca, hoje com oito meses. Ele foi uma das cinco crianças batizadas na manhã de sábado, 19 de setembro, na igreja Matriz São Luís Gonzaga.

“Recebemos um novo decreto na última semana, assinado pelo arcebispo, Dom Tadeu Jönck, autorizando a retomada do Batismo. Por isso, neste sábado, recebemos pais, padrinhos e avós em três celebrações bastante simples, serenas, mas de profunda fé. E nos alegramos com as famílias que concederam o sacramento aos seus filhos”, afirma o pároco, padre Diomar Romaniv. 

Apesar da autorização, o rito também sofreu adaptações, respeitando ordens sanitárias de distanciamento, uso obrigatório de máscaras e álcool gel. Nas celebrações da Paróquia, foi estabelecido um limite de três crianças, com a presença de até 10 convidados por família. No decreto emitido pela Arquidiocese, é possível que a celebração ocorra durante ou depois da missa. No entanto, a paróquia optou por batizados em horários distintos, nas manhãs e tardes de sábado, e nas manhãs de domingo, até 11 de outubro.

Publicidadeessências florais

“O padre também não faz nenhum toque direto na criança. Apenas traça o sinal da cruz e a unção do óleo acontece com o uso de um algodão ou cotonete”, explica. 

Mesmo diante de um contexto diferente, padre Diomar comemora esta retomada. “Estamos felizes em reassumir o compromisso de celebrar o sacramento do Batismo e, assim, acolhermos a tantas famílias e crianças que esperavam por este momento”, destaca. 

Espera

Pais de primeira viagem, Aymee Cristina Machado dos Santos e o marido, Diogo Henrique, planejaram o batizado do filho Lucca para o terceiro domingo do mês de março, mas foram surpreendidos com o fechamento das igrejas, determinado pelo Governo do Estado. “A gente até imaginava que iria acontecer algo, mas não assim tão rápido. Tudo estava organizado e foi preciso desmarcar”, relembra a mãe. 

Desde então, a família passou a monitorar a doença na região e, sobretudo, as autorizações de retomada de celebrações vindas da Arquidiocese. “Algumas vezes conversamos com o padre Diomar e também ligamos para outras paróquias. Até que vi uma publicação nas redes sociais, informando que os batizados voltariam a acontecer”, conta Aymee. 

Sem perder tempo, ela entrou em contato com a secretaria paroquial e agendou o sacramento para o filho logo no primeiro horário disponível. E assim, às 9h de sábado, Lucca foi batizado com oito meses de vida, em uma celebração presidida pelo padre Adilson Colombi que, há quase cinco anos, também foi responsável pelo casamento de seus pais. 

“O sacramento do Batismo marca o início da vida cristã e foi algo esperado com bastante ansiedade. Agora estou mais tranquila, mais uma etapa concluída”, comemora Aymee. 

Ainda em tempos de pandemia, a família vai guardar significativas lembranças deste momento: com exceção do menino, todos estavam fazendo uso de máscaras. Além disso, pela limitação de pessoas, a cunhada foi escalada para o serviço de fotografia e uma tia fez a transmissão ao vivo da celebração para demais familiares que não puderam se fazer presentes. 

Catequese de Batismo

Nas duas próximas semanas, a Paróquia São Luís Gonzaga estará realizando a catequese de Batismo, para pais e padrinhos. A formação ocorre de uma forma mais resumida e adaptada, dento do contexto que se vive, ainda com restrições da Covid-19. 

Mais informações sobre a catequese ou agendamento do Batismo podem ser adquiridas na secretaria

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.