Cachorro morre e mulher leva 23 pontos após ataque de capivaras em Balneário Camboriú

Foto Facebook / Maria Beatriz Rebello Cozer

No último domingo (19) uma moradora de Balneário Camboriú identificada como Marcella Rebello Cozer e seu cãozinho chamado Pitu foram atacados por capivaras em uma área comum do prédio em que moram.

Pitu foi mordido por capivaras. Marcella, de 25 anos, tentou defendê-lo e acabou ficando ferida também. O cachorro foi encaminhado ao hospital veterinário, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na terça-feira (21). A mulher levou 23 pontos. 

De acordo com o que Marcella, tinham cinco capivaras no local. Duas a morderam e duas atacaram o cãozinho. Ela conta que colocou a mão na boca de uma das capivaras para tentar fazer com que ela soltasse o cachorro. 

Publicidadeessências florais

A dona dos animais levou 20 pontos na coxa e três na canela por causa das mordidas. Marcella ainda sofreu arranhões e precisou tomar vacina antirrábica.

Pitu ficou ferido por mordidas e também levou pontos, mas sofreu uma parada cardiorrespiratória no hospital veterinário e não resistiu.

Foto: Divulgação Facebook / Maria Beatriz Rebello Cozer

O caso ocorreu em Balneário Camboriú-SC. A Prefeitura de Balneário Camboriú soube do caso na tarde de quarta-feira (22) e trata o fato como isolado. “A capivara é um animal silvestre, as pessoas precisam ter noção de que elas não podem chegar perto do animal e infelizmente, nesse caso, o cachorrinho estava solto e foi em direção ao animal. Não existe nenhuma política pública, uma vez que são casos isolados”, explica Maria Heloisa Furtado Lenzi, secretária de Meio Ambiente da cidade.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.