Missões Redentoristas encerram no próximo final de semana


As Santas Missões Redentoristas, que iniciaram na Paróquia São Luís Gonzaga no dia 3 de agosto, se aproximam da etapa final, com a missa de encerramento neste sábado, 2 de setembro, às 19h, na igreja Matriz. A região central de Brusque e as comunidades Nossa Senhora de Lourdes (São Pedro) e Sagrado Coração de Jesus (Guarani), são os últimos destinos dos padres missionários no município, depois de uma jornada de fé e evangelização que passou por outras nove comunidades.
“Na última sexta-feira, dia 25 de agosto, foi a abertura da missão na comunidade Matriz e, até este sábado, dois missionários seguem em visitação às famílias. Todas as manhãs também ocorre a caminhada penitencial, com a oração do terço e, no último domingo, foi realizada uma carreata com a imagem de Nossa Senhora Aparecida, pelas ruas da cidade. Nós consagramos à padroeira do Brasil esse tempo de missão”, conta o pároco, padre Diomar Romaniv.
Segundo ele, a carreata é uma manifestação pública de fé. “Também é um anúncio do trabalho missionário que está sendo realizado e um convite à comunidade para participar desse tempo forte de evangelização e de graça que Deus nos concede”, enfatiza.

Tempo forte
O missionário Redentorista, padre Ezequiel Bridi, conta que o movimento missionário em Brusque foi organizado em quatro etapas, atendendo três comunidades simultaneamente. Em São Francisco de Assis (Cerâmica Reis), Nossa Senhora Aparecida (Steffen) e Santa Paulina (Lagoa Dourada), apenas um padre liderou os serviços. Nas demais, por concentrarem um número maior de casas e famílias, dois religiosos missionários estiveram à frente do projeto.
“Com o passar dos dias, foi aumentando a adesão e presença do povo. Na medida em que os padres iam caminhando e vivenciando esse tempo na comunidade, a notícia se tornava conhecida e mais pessoas se juntavam ao movimento”, comenta.
Outra ação destacada por padre Ezequiel foi a visita às famílias. “Na medida do possível, temos visitado a todos que nos abrem as portas. Em algumas comunidades, foram mais de 300 bênçãos às famílias e empresas”, revela.
Já durante a noite, foram organizados momentos de oração e celebração. “Estamos felizes porque encontramos um povo de fé, que ama a sua Igreja. São pessoas que guardam os valores cristãos e que, através deste convite, se mostraram dispostas a viver com mais afinco essa dimensão comunitária”, afirma padre Ezequiel.
Segundo ele, um dos propósitos da missão é despertar nos moradores este sentido de igreja doméstica, muito estimulada pelo Papa Francisco, que se alegra pelo encontro de oração e partilha da Palavra. “Por isso, no dia 2 de setembro, às 19h, na igreja Matriz, nós teremos a Missa da Unidade Paroquial, na qual as comunidades celebrarão juntas a alegria de formar a Paróquia São Luís Gonzaga”, ressalta.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.