Jorginho Mello pede apoio do Governo Federal para municípios atingidos pelas chuvas

Foto: Eduardo Valente / GovSC

Em agenda em Brasília nesta quarta-feira (18/10) o governador Jorginho Mello entregou ao Vice-presidente Geraldo Alckmin um relatório do governo estadual e solicitou apoio na liberação de recursos para a reconstrução dos municípios catarinenses. São R$ 75 milhões para restabelecimento e mais de R$ 100 milhões para a reconstrução dos municípios.

“Fizemos um levantamento preliminar dos prejuízos, de danos e reconstrução para que a gente coloque as cidades em pé, funcionando. O governo já fez a sua parte, investiu seus próprios recursos com ajuda humanitária. Agora, precisamos de agilidade e do auxílio do governo federal, com valores significativos, para reconstruir o que a água levou”, disse o governador.

O vice-presidente Geraldo Alckmin disse que a reunião foi muito proveitosa e estimou em R$ 94 milhões o que o governo federal deve liberar nos próximos dias para as ações de ajuda humanitária aos municípios catarinenses.

Publicidade

Ele ainda anunciou que a Caixa Econômica Federal liberou o Saque Calamidade FGTS, o trabalhador pode sacar até R$6.200, se tiver este valor no empréstimo. Quem tiver financiamento pode prorrogar o pagamento em até três meses. A disponibilização do Pró-Agro para os pequenos agricultores que fazem parte do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), com pagamento do seguro integral pelas perdas de produção.

As chuvas que atingem Santa Catarina, há aproximadamente duas semanas, já resultou em seis mortes e colocou 143 municípios em situação de emergência – três em calamidade pública (Taió, Rio do Oeste e Rio do Sul). Ao todo, são mais de 30 mil desabrigados, sendo que neste momento 50 municípios estão com abrigos abertos, totalizando 135 estruturas em todo o estado.

O governador ainda lembrou que Santa Catarina já incluiu no novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento do governo federal para atender os projetos prioritários apresentados por estados e municípios em áreas essenciais) a construção das barragens de Petrolândia, Mirim Doce e Braço do Trombudo, além de recursos para manutenção da Barragem de José Boiteux.
Depois de tratar da reconstrução dos municípios afetados e da recuperação das estradas e encostas, o governador Jorginho Mello também garantiu que vai tratar das medidas de prevenção para minimizar os impactos dos desastres em Santa Catarina.

“Já mandei juntar todos os projetos de contenção de cheias, de encostas da Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica). Vamos analisar a viabilidade e iniciar o mais rápido possível as dragagens e limpeza dos rios e córregos. Quero ser o governador que vai valorizar a dragagem. Tenho esse grande compromisso”, finalizou.

Participaram da reunião os parlamentares integrantes do Fórum Parlamentar Catarinense; o secretário da Defesa Civil, Coronel Armando; a secretária de Articulação Nacional (SAN), Vânia Franco, e o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, que no sábado cumpre agenda em Santa Catarina.

“A Secretaria de Articulação (SAN) está sempre de prontidão. Já fizemos diversas reuniões com o Fórum Parlamentar Catarinense e com a Defesa Civil estadual e nacional para tratar de recursos e planos de prevenção. A partir dessa reunião de hoje, com o vice-presidente, vamos dar novos encaminhamentos”, enfatizou Vânia Franco.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.