Hospital Azambuja inova atendimento no PS e Ambulatório com equipe multidisciplinar

Psicóloga, fisioterapeuta e farmacêutico somam-se ao quadro de profissionais para atuar diretamente no Pronto Socorro e Ambulatório da instituição


Um melhor acolhimento dos pacientes e maior humanização nos atendimentos é a aposta do Hospital Arquidiocesano Cônsul Carlos Renaux – Hospital Azambuja que implantou, há algumas semanas, uma equipe multidisciplinar no seu Pronto Socorro e Ambulatório. Inicialmente a equipe conta com uma psicóloga, uma fisioterapeuta e um farmacêutico. Estes profissionais atuarão diretamente com as equipes do PS, dando o necessário suporte nos atendimentos.

Segundo o coordenador do Pronto Socorro e Gerente Médico, Dr. Rafael Bernardi Franceschetto, o maior objetivo é o acolhimento integral do paciente. “O hospital quer acolher a pessoa como um todo e não somente sua doença. Queremos melhorar o tempo, a resposta e a qualidade do atendimento. Por isso o Azambuja está em constante evolução, a fim de humanizar ainda mais os atendimentos a quem aqui chega”, explica.

Entre as frentes de atuação da psicóloga, por exemplo, está a triagem. Junto ao enfermeiro, ela acolherá o paciente, desde que não haja nenhum atendimento de alto risco ou emergencial, para ajudar a orientá-lo em suas diferentes queixas. Além disso, quando houver necessidade de um suporte psicológico aos familiares, este também contará com a atuação da profissional.

Publicidadelm MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO BRUSQUE

Quanto ao fisioterapeuta, entre suas atribuições está o suporte ventilatório aos pacientes, manipulação de gases, fisioterapia pulmonar em crianças, asmáticos, como também a orientação aos familiares quanto aos cuidados respiratórios. Faz parte ainda de sua rotina otimizar a questão dos gases em pacientes entubados, ventilação mecânica e ajuda à equipe na questão do transporte de pacientes para a realização de exames, com maior qualidade.

Já o farmacêutico tem como atribuição avaliar toda conduta de medicamentos que vão ser administrados junto aos pacientes, garantindo maior segurança às equipes e aos doentes.

“Estamos em um período de adaptação do pessoal em se integrar à logística, fluxos e protocolos do hospital, mas já temos uma análise positiva desse curto período. O resultado é visível e ficamos muito satisfeitos por esta proposta ter sido bem acolhida pela direção do hospital, é mais um passo na humanização dos atendimentos”, avalia Dr. Franceschetto.

De acordo com o gestor hospitalar, Gilberto Bastiani, a integração da equipe multidisciplinar no Pronto Socorro e Ambulatório do Azambuja é uma proposta que já vinha sendo analisada há algum tempo. “Estamos modificando toda a estrutura física do hospital, com investimentos na parte tecnológica, nos setores, equipamentos, ampliação de serviços mas, paralelo a isso, pensamos sempre no atendimento direto ao paciente que chega no Pronto Socorro”, enfatiza.

Importante ressaltar que o Pronto Socorro e o Ambulatório do Hospital Azambuja realizam em média 7,5 mil consultas por mês. Este número já chegou a 10 mil consultas mensais, antes da pandemia. Com a Covid-19, o número de atendimentos caiu para 5 mil consultas por mês, porém agora, houve um aumento de 50%. “Nosso intuito é proporcionarmos um atendimento mais humanizado, além do atendimento básico e esta equipe multidisciplinar vem justamente com este propósito”, complementa Bastiani.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.

O Olhar do Vale é um jornal digital que traz notícias de Brusque, Guabiruba, Botuverá e  região do Vale do Itajaí.

Somos um portal de notícias dedicado aqueles que buscam informação de qualidade,  jornalismo com verdade.