Homem que destruiu viatura da PM teve participação em homicídio e acidente com mortes

Foto: divulgação -

Foto: divulgação -
Foto: divulgação –

Brusque – O que era para ser apenas um atendimento corriqueiro de uma ocorrência de perturbação do sossego alheio resultou ainda em prejuízo para o patrimônio público. Isso porque a captura do homem suspeito de praticar tal ato na localidade conhecida como Loteamento Dom Nelson, no Bairro Limeira Baixa, começou a danificar uma viatura do 18º Batalhão de Polícia Militar (18º BPM), logo após ser detido e já na Rua Alberto Muller (estrada geral do bairro).

Com vários chutes e pontapés, o detido conseguiu destrancar a porta do compartimento para presos, fugindo e pegando de surpresa os PMs. Tudo isso aconteceu durante a manhã desta quinta-feira, 14. O homem estava bastante alterado, sob o efeito de drogas e tentou fugir para dentro de uma residência, danificando uma porta de ferro em uma casa das imediações. Policiais de uma segunda guarnição do 18º BPM impediram a entrada do mesmo na morada.

Ele foi novamente detido depois da ação dos quatro policiais. Era por volta de 11h quando o Corpo de Bombeiros Militar foi acionado. Os socorristas tiveram que dopar o homem para que, assim, ele pudesse ser conduzido em segurança para a Delegacia de Polícia Civil de Brusque, onde foi identificado como sendo Jonathan da Silva Laurentino, 24.

Publicidade

Histórico criminal

Em 2011, Jonathan se envolveu em um acidente de trânsito com duas mortes. Na ocasião, ele estava como passageiro em um Honda Accord. Logo após atropelar duas pessoas, ele telefonou para a Polícia Militar afirmando falsamente que haviam furtado o veículo. Logo depois, eles abandonaram o carro no Bairro Santa Terezinha, em frente à Sociedade Santos Dumont. As vítimas, Silvano Vieira Xavier, 40, e sua amiga Solange de Mello, 30, morreram no Hospital de Azambuja.

Além disso, ele também tem participação em um homicídio em 2009, ocorrido em uma boate às margens da Rodovia Gentil Batistti Archer, na época em que ainda era menor de idade. Eduardo Alves foi degolado por Michel Carlos Batista Alves, 20, com ajuda do, até então, adolescente. A vítima teria furtado crack de Michel.

por Wilson Schmidt Junior

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.