Garrafas, sacolas, embalagens e outros itens são recolhidos na IX Descida do Rio Itajaí-Mirim


Garrafas pet, sacolas plásticas, lonas e embalagens, dentre outros utensílios, foram recolhidos das margens e do curso d’água do Rio Itajaí-Mirim neste domingo (27), durante a IX edição da Descida do Rio, intitulada “Rio Itajaí-Mirim: conhecer para preservar”. A ação serviu para marcar a Semana da Água e foi coordenada pela Defesa Civil de Brusque, em conjunto com a Fundação Municipal do Meio Ambiente de Brusque (Fundema) e o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), com apoio da secretaria de Obras, Guarda de Trânsito (GTB) , Secretaria Municipal de Comunicação Social (Secom) e Secretaria Municipal de Educação.

A Agente da Defesa Civil, Natieli Fátima da Costa, destaca que o evento contou com a participação especial do Grupo de Escoteiros de Brusque que realizou a descida com embarcações confeccionadas pelos próprios participantes. “Também contamos com a participação e apoio do Núcleo de Gestão Ambiental da ACIBR e Comitê ODS de Brusque, e grande presença da comunidade, tanto em água quanto auxiliando na limpeza das margens do rio”.

Nesta edição, o percurso de aproximadamente quatro quilômetros, desde a ponte do bairro Guarani até o final da nova Avenida Beira Rio, no bairro Santa Terezinha, teve o auxílio de drone monitorado pela Secretaria Municipal de Comunicação Social (Secom). Antes do início dos trabalhos, os participantes receberam orientações de segurança pela equipe da Defesa Civil e foram contemplados com café da manhã organizado pela Fundema, com apoio do Núcleo de Gestão Ambiental da ACIBR.

Publicidade

Para comodidade e segurança dos participantes, os voluntários puderam deixar seus carros no ponto de partida, descer o rio e retornar ao início do trajeto com o auxílio do ônibus disponibilizado pela Secretaria Municipal de Educação.

A Descida do Itajaí-Mirim busca conscientizar a população para a importância do rio e da vida aquática ali existente, além de chamar a atenção para as mudanças globais de clima. A atividade representa, ainda, a promoção de alguns dos itens que compõem os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). Neste contexto, o evento atende às metas do ODS 6 – Água potável e saneamento, ODS 12 – consumo e produção responsável, ODS 13 – Ação Climática e ODS 15 – Vida Terrestre.

A coleta dos itens nas margens e no leito do Rio Itajaí-Mirim demonstra o descarte incorreto de lixo produzido pelo homem na natureza. Vale ressaltar que o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável é possível se todo cidadão assumir o papel e a responsabilidade de cuidar do meio ambiente por meio de pequenos gestos, como separar, armazenar e descartar de forma correta seu lixo produzido, seja ele orgânico ou reciclado.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.